LEM
BARREIRAS 124 ANOS: ORIGEM DO NOME BARREIRAS ~ Blog Barreiras Noticias || O Vlog do oeste da Bahia

terça-feira, maio 26, 2015

BARREIRAS 124 ANOS: ORIGEM DO NOME BARREIRAS

O porto de Barreiras era o último, no Rio Grande, pois, 5 km acima, havia grandes barreiras de pedra, o que impossibilitava a navegação. Por isso, era chamada de "o Porto das Barreiras" Ao surgir como povoado, ao redor do seu porto, a atual cidade de Barreiras, recebeu o nome de São João, em homenagem ao seu padroeiro. No entanto, como o local já era chamado de Porto das Barreiras, por ser o último porto navegável do Rio Grande, o povoado passou a ser chamado de São João das Barreiras, até, que por ocasião da sua emancipação política, foi abreviado para Barreiras.


Barreiras é um município brasileiro do estado da Bahia. Sendo o décimo segundo mais populoso deste Estado, com uma população de 150 896 habitantes, possuindo uma área de 7 859,225 km². A cidade é cortada pelo Rio Grande, principal afluente da margem esquerda do Rio São Francisco e é atravessada por três rodovias federais, situando-se na região oeste do estado.

A cidade é um importante polo agropecuário e o principal centro urbano, político, educacional, tecnológico, econômico, turístico e cultural da região oeste da Bahia. Barreiras junto as suas cidades circunvizinhas compõe a maior região agrícola do nordeste, além da agricultura irrigada familiar presente no município, com destaque para a produção de frutas. Além dessas potencialidades, pode-se perceber também intensa atividade comercial abastecendo toda região num raio de 300 km. Hoje, por força de seu grande desempenho nos setores do comércio e da prestação de serviços, Barreiras ocupa a posição entre os maiores centros econômicos e populacional do estado e o principal da região nacionalmente conhecida pela força de seu agronegócio.1 .

Nesse contexto de cidade polo regional, Barreiras cada vez mais tem se fortalecido economicamente dado ao seu desenvolvimento em segmentos e setores diversificados dando-lhe um ritmo de desenvolvimento mais acentuado, sustentável e seguro, com fornecimento de serviços diversos ( com destaque na educação e saúde), comércio pujante e agronegócio, forte incremento imobiliário e em construção civil, entre outros segmentos que complementam entre si.

Recentemente, foi divulgado o ranking dos Municípios quanto ao seu IDH-M (Índice de Desenvolvimento Humano dos Municípios) e Barreiras detêm o terceiro lugar dos Municípios da Bahia com 0,721, e sendo o primeiro do interior estando atrás apenas de Salvador e Lauro de Freitas.2


História

Na época da chegada dos colonizadores europeus ao Brasil (século XVI), a porção central do país era ocupada por indígenas do tronco linguístico macro-jê, como os acroás, os xacriabás, os xavantes, os caiapós, os javaés etc.3

Economia

Agropecuária

Barreiras se destaca no Agronegócio nacional como grande produtora de algodão plantando 34.491 ha, com 40.291 ha e soja com  128.110 há em um total de 202.892 mil ha conforme dados da AIBA 2012. No que se refere á área irrigada possui 301 pivôs implantados em 33.500 há. É importante ressaltar, possui grande potencial de expansão da área agricultável, pois do total de 789.524 há, se utiliza apenas 34 % dessa área  ainda tendo muito que crescer de forma sustentável e ambientalmente correta na Agricultura e Pecuária.

Apenas como dado comparativo para identificar a sua forte contribuição no Agronegócio, a cidade de Luis Eduardo Magalhães (Ex distrito de Barreiras, Mimoso do Oeste) que se destaca como grande produtora agrícola produz 12.446 há de algodão, 26.944  de milho e 145.705 há de soja e possui 130 pivôs implantados em 14.910 há,  ambas as Cidades com média de produtividade por hectare quase idêntico. Desta feita igualmente com Luis Eduardo, Formosa do Rio Preto, São Desidério, Correntina, Riachão das Neves e outros Municípios do Oeste, Barreiras contribui fortemente para o fortalecimento do Agronegócio na Bahia e Brasil e o seu diferencial para as demais reside na sua localização geográfica privilegiada que a torna centro urbano convergente e de abastecimento regional até mesmo do Sul do Piauí.
Há uma previsão de grande incremento no agronegócio em Barreiras, dado ao interesse de grupos para investimentos na indústria têxtil e confecções, bem como esmagamento de soja e aumento considerável de extensão de suas áreas agricultáveis.

Na pecuária, o incremento e investimento em tecnologia é fato público e notório, não somente no cerrado (na localidade de Placas, por exemplo, que pertence a Barreiras) mas, também, notadamente na região do vale onde surgem novas propriedade rurais,  inclusive com investimentos de grandes grupos  que  estão influenciando positivamente pequenos e médios pecuaristas  a investirem em aprimoramentos tecnológicos sustentáveis o que tem refletido na qualidade e capacidade produtiva de arrobas de carne por hectare, sem falar nos investimentos em genética de ponta em reprodução bovina.
Outro diferencial que destaca Barreiras é que, além de um cerrado altamente produtivo, também possui um vale com grande potencial para a pequena agricultura, psicultura e pecuária de corte e leite, bem servido de mananciais de água e clima apropriado.2

Mineração

Foi encontrado na área do município de Barreiras, o tálio que é um metal muito raro, e só existem três jazidas conhecidas deste mineral no mundo. A mais recente delas encontra-se em Barreiras. Tal jazida encontrada tem potencial de ser maior que as da China e do Cazaquistão, os únicos produtores atuais, pois tem volume capaz de atender toda demanda mundial por seis anos.4

Indústria e agroindústria

Barreiras ainda conta com um Distrito Industrial integrado ao sistema estadual com aproximadamente sete indústrias e agroindústrias (com empresas voltadas para o mármore, refrigerantes, velas, sacos plásticos, metalúrgicas, e outras) instaladas e disponibilidade de lotes para futuros empreendimentos.

E no setor agroindustrial encontra se presente no municipio uma multinacional beneficiando da soja aqui produzida – grãos, farelo e óleo, A Cargill com uma planta industrial em Barreiras. O frigorífico para abate de bovinos, caprinos e ovinos, no município, promove o processo de verticalização da cadeia da carne produzida na região, FriBarreiras. Encontra se também na cidade um frigorifico de abate de frangos do único frigorífico de aves da Região – Avícola Barreiras Ltda., adotando-se o sistema de integração e contando com a transferência de tecnologia da Embrapa Suínos e Aves. Algumas poucas beneficiadoras de arroz estão instaladas.

Também, vê-se a cidade se preparando para as exigências do desenvolvimento, como a qualificação profissional, pois já em andamento a construção com investimento de doze milhões de reais(2014) o complexo FIEB- Federação de Indústrias do Estado da Bahia composto dos serviços  SESI, SENAI e IEL, para educação, qualificação profissional, capacitação empresarial, apoio à inovação, saúde segurança do trabalhador. A Federação das Indústrias já voltou os olhos para Barreiras reconhecendo sua condição de polo regional.5

Curta nossa Fan-Page