Após tentar fundar igreja, 80 famílias cristãs têm casas queimadas

Um grupo de muçulmanos radicais incendiou e saqueou as casas de 80 famílias cristãs na aldeia de Al-Baida no Egito. O objetivo era puni-los por tentarem transformar um dos prédios da aldeia em uma igreja.
A International Christian Concern, que monitora a perseguição contra os cristãos ao redor do mundo, noticiou que os homens saíram da mesquita local após as orações da sexta-feira, gritando: “De maneira nenhuma haverá uma igreja aqui”.

Os cristãos são minoria, precisando viajar até a aldeia vizinha para participar dos cultos, pois não há igrejas em Al-Baida. Irritados por saberem dos planos de abertura de um templo cristão, os islâmicos invadiram a casa de um cristão chamado Naim Aziz, destruíram todos os materiais de construção, agredindo tanto o dono da residência quanto seu primo, Mousa Zarif.

 

Não satisfeitos, em seguida saquearam e incendiaram todos os lares e propriedades de famílias cristãs conhecidas, obrigando as cerca de 80 famílias a fugir.
A pressão sobre os cristãos vem aumentando no Egito. No mês passado, uma mulher cristã de 70 anos foi despida, espancada e arrastada publicamente pelas ruas.
Os agressores, um grupo de cerca de 300 homens muçulmanos, também incendiou sete casas pertencentes a famílias cristãs numa aldeia do sul.  

Blog Barreiras Noticias com informações de Christian Post
Após tentar fundar igreja, 80 famílias cristãs têm casas queimadas Após tentar fundar igreja, 80 famílias cristãs têm casas queimadas  Reviewed by CM on sábado, junho 25, 2016 Rating: 5