PRESIDENTE DO SINDIPOSTO É DENUNCIADO PELA MORTE DE EMPRESÁRIO

Venceslau morreu após levar tiro
no pescoço (Foto: Reprodução)
A Justiça do Tocantins aceitou denúncia contra o presidente do Sindicato dos Revendedores de Combustíveis do Tocantins (Sindiposto), Eduardo Augusto Rodrigues Pereira. Ele é acusado de mandar matar o empresário Wenceslau Leobas, 77 anos, dono de uma rede de postos de combustível no Tocantins. O crime foi registrado em janeiro deste ano, em Porto Nacional, a 52 km de Palmas.
Em nota, o presidente do Sindiposto disse que está sendo acusado injustamente e assim que
for notificado pela Justiça, vai apresentar defesa.

Segundo o Ministério Público Estadual (MPE), Wenceslau, dono de postos em várias cidades do Tocantins, pretendia abrir um estabelecimento em Palmas. A intenção era praticar os mesmos preços do combustível vendido em Porto Nacional. Segundo a promotoria, estes valores são abaixo do que é praticado na capital.

O órgão disse ainda que Eduardo Pereira teria procurado a vítima para propor um esquema de alinhamento de preços para anular a concorrência e aumentar a margem de lucro, mas o empresário teria rejeitado a proposta. Para os promotores, este foi o motivo que levou Pereira a encomendar a morte de Wenceslau.

Assim que deu início a implantação do posto na capital, na TO-050, entre Palmas e Taquaralto, o empresário passou a receber ameaças, segundo relatos da denúncia. Na época do crime, o estabelecimento tinha licença prévia, licença de instalação e projeto de combate a incêndio aprovado pelos Bombeiros, restando apenas a anuência da Prefeitura de Palmas para o desmembramento da área.
A promotoria pediu a prisão preventiva do presidente do Sindiposto, mas a Justiça negou.

Pagamento
Dois homens, Alan Sales Borges e José Marcos Lima, foram presos no mesmo dia do crime, em 28 de janeiro. Eles também já foram denunciados pelo MPE. O órgão disse que eles receberiam R$ 350 mil pela morte, sendo que 33 mil já teriam sido pagos.

Entenda
A Policia Militar informou que o crime aconteceu por volta de 6h30 do dia 28 de janeiro. Wenceslau abriu o portão da casa onde vive, quando dois homens passaram em um carro e atiraram.
Foram disparados dois tiros, sendo que um atingiu o pescoço do empresário. Ele foi socorrido e encaminhado para um hospital em Palmas. Ele morreu após ficar 17 dias internado.
Os dois suspeitos foram abordados na saída de Porto Nacional pela Polícia Militar e levados para a delegacia de Polícia Civil. A polícia disse que um deles chegou a confessar a participação no crime. G1

PRESIDENTE DO SINDIPOSTO É DENUNCIADO PELA MORTE DE EMPRESÁRIO PRESIDENTE DO SINDIPOSTO É DENUNCIADO PELA MORTE DE EMPRESÁRIO Reviewed by CM on terça-feira, junho 21, 2016 Rating: 5