É comum homens ou mulheres fantasiarem com outras pessoas, durante o sexo

O que está na cabeça de cada um durante a relação amorosa é o que chamamos de “fantasia sexual”, mesmo que ela não seja nunca colocada em prática. É muito comum homens e mulheres fantasiarem com outras pessoas, conhecidas ou não, durante o sexo. Preconceitos dos parceiros, influenciados pela cultura, limitam esses sonhos, mas eles não deixam de
existir.
A revista norte-americana Ask Men Selecionou dez das fantasias femininas mais comuns: dominar o parceiro ou ser dominada por ele; transar com outra mulher ou outro homem diante do parceiro; estar sendo observada enquanto transa, exibir-se em vídeo e fazer strip-tease são alguns desses desejos.  

Os homens não divergem muito segundo pesquisas. Eles acrescentariam o sexo anal e a relação praticada num lugar diferente, no banheiro do avião, por exemplo, ou numa floresta. Durante os sonhos, somos todos potencialmente livres e inimputáveis, uma vez que não temos controle sobre o que sonhamos. 

O onírico, por essas características, nos livra do jugo das instituições, sejam elas governamentais ou religiosas, e ainda morais ou éticas. O sonhar é, portanto, revolucionário e o sonhar erótico, um desejo de prazer. Sem dúvida, sonhos eróticos, quando estamos despertos ou dormindo, ocupam lugar importante na psique humana. São sinais de nossa sanidade ou de nossas dificuldades. Elevam ou destroem nossa autoestima. Eros impera de olhos muito abertos. Num estudo da universidade americana de Colúmbia, o psicanalista G. 

Fogel afirma que virtualmente todos os seres humanos têm fantasias sexuais aberrantes, embora nem sempre conscientes do fato. Ele também admite que elas são tão frequentes nas mulheres como nos homens. A questão é que, como ninguém tem coragem de contar suas fantasias, todos se assustam, pensando que são os únicos a tê-las. “Alguns acreditam que não o fazem por tabu, medo, ou até mesmo preconceito”.

Acredito, entretanto, que as fantasias assim como os sonhos, pertencem justamente a uma área de repouso da experiência humana, livre de explicações racionais. E muito mais prejudicial do que elas acontecerem na realidade é alimentar o sentimento de culpa que podem provocar, infelizmente tem pessoas que as reprimem. Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 11 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda” e “O Livro do Amor”. Atende em consultório particular há 42 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.

Escrito por: Regina Navarro Lins é psicanalista e escritora, autora de 11 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller “A Cama na Varanda” e “O Livro do Amor”. Atende em consultório particular há 42 anos e realiza palestras por todo o Brasil. É consultora e participante do programa “Amor & Sexo”, da TV Globo, e apresenta o quadro semanal Sexo em Pauta, no programa Em Pauta, da Globonews. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.
É comum homens ou mulheres fantasiarem com outras pessoas, durante o sexo É comum homens ou mulheres fantasiarem com outras pessoas, durante o sexo Reviewed by CM on quarta-feira, julho 27, 2016 Rating: 5