O que causa as espinhas?

As espinhas são essas elevações avermelhadas na pele que todo o mundo já teve alguma vez e, além de afetar muito negativamente a nossa imagem, em muitos casos se convertem em imperfeições incômodas e inclusive dolorosas. Também é uma das manifestações própria da acne, um problema cutâneo muito comum durante a puberdade, mas que também pode aparecer em outras idades e que precisa de um tratamento específico dependendo da sua gravidade.
Se alguma vez se perguntou o que causa as espinhas e está interessado em descobrir as causas mais comuns, continue lendo este artigo de umComo porque contamos tudo, além de contar os segredos para prevenir o seu aparecimento e manter uma pele saudável e radiante.
Causas do aparecimento das espinhas

As espinhas aparecem quando os poros da pele se obstruem por um tipo de gordura denominada sebo, que é o responsável por lubrificar naturalmente tanto a pele como o cabelo. Normalmente, as glândulas sebáceas fabricam uma quantidade equilibrada de sebo, mas quando se tornam hiperativas e essa quantidade aumenta, provocando um excesso de gordura e a presença de muitas células mortas, essa obstrução de poros acontece, deixando a pele inchada e avermelhada.Existem vários fatores que podem desencadear o aparecimento de espinhas, os mais comuns são os seguintes:

Mudanças hormonais: as alterações hormonais que acontecem em determinadas etapas podem estimular a produção das glândulas sebáceas da pele e acelerar a obstrução dos poros. É por isso que um problema cutâneo como a acne é bem mais frequente em pré-adolescentes e adolescentes, já que durante a puberdade a produção hormonal é desencadeada.

Fatores genéticos: quem conta com antecedentes familiares de acne é mais propenso a sofrer com o aparecimento de espinhas na pele e com este tipo de problema.

Má alimentação: uma dieta rica em gorduras e açúcares pode ser, em muitos casos, um desencadeante de espinhas, pois certos produtos como chocolates, doces, frituras, lácteos, embutidos, bebidas alcoólicas ou com cafeína, etc. favorecem o aumento da produção de sebo.

Dermatite por contato: quando a pele entra em contato com produtos ou tecidos irritantes também podem aparecer espinhas em consequência disso. Estas erupções são mais frequentes principalmente em locais onde se acumula uma maior quantidade de suor.

O estresse: passar por situações de nervosismo ou não descansar bem e/ou o suficiente, são fatores que influenciam no funcionamento das glândulas sebáceas fazendo com que produzam uma maior quantidade de gordura na pele.

Agora que já sabe por que as espinhas aparecem, deve prestar atenção ao cuidado da sua pele para evitar, na medida do possível, que estas imperfeições sejam algo constante em algumas partes do seu corpo.

Prevenir as espinhas

Em muitos casos, o aparecimento de espinhas é incontrolável e não pode ser evitado, mas em outros existem certas medidas de higiene e hábitos de vida saudáveis que podem evitar o seu aparecimento. Se você sofre de acne severa ou de qualquer outro problema cutâneo grave, é importante que consulte um dermatologista de forma imediata.Os seguintes conselhos ajudarão a prevenir as espinhas, por isso anote-os:

Cuidar da higiene da pele, principalmente a do rosto. Lavar diariamente o rosto duas vezes, com um produto de limpeza adequado para o seu tipo de pele e, principalmente, tirar a maquiagem antes de dormir, caso contrário a obstrução de poros será algo que acontecerá com frequência.
Depois de uma limpeza facial, deve aplicar um tônico sobre o rosto para terminar de eliminar os resíduos e reduzir a gordura da pele.
Não usar produtos cosméticos ricos em óleos ou com base oleosa, já que eles acentuam o problema do excesso de sebo provocando um maior aparecimento de espinhas.
Esfoliar a pele do corpo e do rosto uma vez por semana, no mínimo.
Manter-se bem hidratada consumindo líquidos saudáveis abundantes para eliminar toxinas e favorecer a depuração do organismo.
Tomar banho assim que finalizar o exercício físico para evitar que o suor fique acumulado.
Trocar com frequência a roupa de cama e fronha do travesseiro para que a pele não entre em contato com bactérias ou germes alojados ali.
Evitar tocar o rosto com as mãos de forma contínua. As espinhas também não devem ser tocadas, nem deve tentar espremê-las, pois isso só piora o problema.
Manter uma dieta equilibrada e rica em vegetais e frutas frescas.

Remédios naturais para as espinhas

Apesar do melhor ser deixar que as espinhas desapareçam e drenem por si sós, é possível recorrer a alguns tratamentos naturais que podem ajudar a reduzir o inchaço e a vermelhidão da pele. Existem várias opções mas aqui mostramos a você as mais eficazes:

Aloe vera: aplique um pouco de gel de aloe vera sobre as espinhas para diminuir a inflamação; isso também evitará que, posteriormente, fiquem marcas na pele.

Vinagre de maçã: lave o rosto de noite com uma mistura de meia xícara de vinagre de maçã, 1 litro de água e 1 colher de chá de sal.

Suco de limão: esprema um limão e aplique o seu suco sobre a área com espinhas, usando um disco de algodão. O limão é adstringente e favorece a eliminação de impurezas.

Argila: molhe uma gaze com argila verde e coloque sobre a espinha, deixando que atue por 15 minutos. Depois, enxágue o rosto.

Máscara de morango e mel: esmague 5 morangos e adicione o purê resultante com 1 colher de sopa de mel. Espalhe a máscara sobre a área com espinhas e quando a pele a tiver absorvido por completo, lave com água morna ou fria.
O que causa as espinhas? O que causa as espinhas? Reviewed by CM on segunda-feira, julho 04, 2016 Rating: 5