Pedreiro que sumiu após acidente com casal gay é achado morto

A Polícia Civil encontrou na quinta-feira (14) o corpo do pedreiro Valdevino Vieira Campos, de 37 anos, que desapareceu após um acidente de trânsito com um casal gay, em Catalão, no sudeste de Goiás. As duas mulheres, de 18 e 17 anos, que se envolveram na batida confessaram o crime, mas foram ouvidas e liberadas. De acordo com o delegado, o crime foi cometido para que elas roubassem o carro do homem.

O corpo do pedreiro estava em uma estrada de terra no município de Nova Aurora, a 30 km de Catalão. A polícia chegou até o local depois que as suspeitas prestaram depoimento na delegacia e confessaram o assassinato.

“Elas tinham batido no carro do pedreiro e ficaram de pagar R$ 450 para ele pelo conserto do veículo. Porém, segundo elas, horas depois se desesperaram porque não tinham o dinheiro para pagar e decidiram matar o pedreiro e roubar o carro”, explicou o delegado responsável pelo caso, Vitor Magalhães.
Ainda segundo o delegado, elas se aproveitaram da estrutura física da vítima para cometer o crime. “O pedreiro era baixo, magro, tinha um problema na perna, então foi presa fácil para elas. Elas disseram que apertaram o pescoço dele até ele parar de respirar e morrer”, disse o delegado.

Como não houve flagrante e não há mandado de prisão contra as suspeitas, depois de confessar o crime e levarem a polícia até o local onde deixara o corpo da vítima, foram liberadas. “Agora eu aguardo os laudos periciais para encaminhar o inquérito para o poder judiciário, que vai decidir pela prisão delas ou não”, concluiu Magalhães.
A suspeita de 18 anos vai responder por latrocínio e ocultação de cadáver. A pena pode chegar a 33 anos de prisão. A adolescente vai responder por atos infracionais análogos aos mesmos crimes.

Desaparecimento
Valdevino estava desaparecido desde o último dia 8, quando, segundo testemunhas, foi visto chegando em casa e saindo logo em seguida em seu carro, com um casal de mulheres. As duas e a vítima tinham se envolvido em um acidente de trânsito horas antes.

Segundo o delegado Vitor Magalhães, responsável pelo caso, a colisão entre os carros dos envolvidos ocorreu no horário do almoço. "Naquele instante, o Valdevino colocou o casal em seu carro e foi até uma oficina para orçar o conserto de seu veículo, uma vez que elas estavam erradas e o automóvel delas não estava funcionando", disse ao G1.
No entanto, por volta das 17h30, segundo testemunhas, as mulheres procuraram o pedreiro alegando que não aceitavam o acordo. Neste momento, todos saíram no veículo - um VW Golf - e Valdevino não foi mais visto.

Denúncia
No entanto, no domingo (10), a Polícia Militar recebeu uma denúncia e localizou o carro do pedreiro na residência do casal. Além disso, pertences dele, como a aliança, a carteira e uma quantia de R$ 1,5 mil foram encontrados no local.
Elas foram levadas à Central de Flagrantes e disseram no dia que comprara o Golf de um traficante após pagarem R$ 2 mil. Elas alegaram ainda que não foram à casa do homem depois do acidente e, sim, apenas ligaram. Diante da falta de provas, elas foram ouvidas e liberadas.
Pedreiro que sumiu após acidente com casal gay é achado morto Pedreiro que sumiu após acidente com casal gay é achado morto Reviewed by CM on sexta-feira, julho 15, 2016 Rating: 5