Diretor licenciado da Aspra é expulso da Arena Fonte Nova ao fiscalizar condições de trabalho da tropa

Policiais e Bombeiros Militares são obrigados a trabalhar durantes os jogos Olímpicos sem armamento, coletes, água por pelo menos 10 horas, durante os jogos Olímpicos, na tarde desta quinta-feira (04/08), na Arena Fonte Nova. A denúncia é da Associação dos Policiais e Bombeiros Militares e Seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra) que teve diretores e
diretor licenciado expulso da Arena Fonte Nova pelo comandante responsável (ESCUTE AUDIO).

"Um absurdo! Os PMs e BMs tiveram que trocar de roupa em seus carros e o fardamentos dos bombeiros foram custeados por eles mesmos", reclamou o diretor licenciado da Aspra, soldado A. Santos. Soldado A. Santos e diretores da entidade chegaram na Arena Fonte Nova por volta das 15 horas. "Explicamos ao comandante da unidade o motivo da visita e ele pediu que encaminhássemos as demandas a ele assim que ouvissemos a tropa. Assim foi feito, no entanto, ao levarmos as reclamações, o oficial foi grosseiro e mandou que nos retirássemos sob pena de prisão", explicou A. Santos. 

 Conforme relatado pelos diretores em exercício da Entidade, que também estavam na Arena Fonte Nova e que preferem o anonimato, não há organização por parte do Comando da PM na condução da segurança dos jogos Olímpicos. "Não há sequer água, muito menos posto de trabalho. Em caso de ocorrência mais grave, os PMs só podem mesmo atirar os capacetes", analisou.
Diretor licenciado da Aspra é expulso da Arena Fonte Nova ao fiscalizar condições de trabalho da tropa Diretor licenciado da Aspra é expulso da Arena Fonte Nova ao fiscalizar condições de trabalho da tropa Reviewed by CM on quinta-feira, agosto 04, 2016 Rating: 5