Por que alguns médicos não recomendam que grávidas façam limpeza de pele?

Durante o período gestacional, os cuidados com o corpo e a saúde têm de ser redobrados. Isso porque, nesta fase, a mulher apresenta muitas restrições quanto aos tipos de medicamentos dos quais pode fazer uso, o que torna o tratamento de uma simples irritação de pele, por exemplo, mais complexo e delicado.

Limpeza de pele pode estressar
Porém, junto com excesso de cuidado, também existem muitos mitos de beleza em torno dos cuidados que se deve ter durante a gravidez. Alguns procedimentos e tratamentos de beleza, por fazerem uso de técnicas e soluções invasivas devem ser evitados durante a gestação. E a limpeza de pele? 

Segundo alguns especialistas, a gestante que já esteja acostumada com o procedimento e tenha o hábito incluído no seu dia a dia não terá contraindicações. No entanto, as grávidas que não têm o costume de realizar a limpeza de pele devem evitar passar pelo tratamento durante esse período. 

A explicação tem apenas um fundo psicológico e emocional. Por esse motivo, os médicos preferem proteger a paciente de qualquer tratamento que possa causar dores ou estresse. Dessa forma, para que o incômodo não tragam desconforto nem para mãe e nem para o bebê, o melhor é evitar o tratamento. 

Durante a gravidez, porém, é comum que muitas mulheres notem o desaparecimento significativo da acne e um aumento da hidratação. Entretanto, nessa fase é importante ficar atenta ao surgimento de manchas na pele, provocadas pela produção acentuada de melanina. Para evitar o agravamento, não dispense o uso de filtro solar e evite se expor diretamente ao sol.
Por que alguns médicos não recomendam que grávidas façam limpeza de pele? Por que alguns médicos não recomendam que grávidas façam limpeza de pele? Reviewed by CM on terça-feira, agosto 16, 2016 Rating: 5