Técnico de francês diz que vitória de brasileiro no salto com vara pode ter relação com candomblé

O técnico do saltador francês Renaud Lavillenie, prata no salto com vara na noite de segunda-feira (15), disse que a vitória do atleta brasileiro Thiago Braz pode ter relação com forças religiosas do país.

"Thiago conseguiu um salto de 6,03m. Ele pode ter contado com a ajuda de forças místicas, talvez as do candomblé", afirmou Philippe d'Encausse, ao jornal francês "Le Monde". Segundo a publicação, d'Encausse disse em tom de admiração que o Brasil é um país "bizarro".
Lavillenie ficou com o segundo lugar ao saltar 5,98m, não conseguindo superar os 6,03m de Braz, que garantiu o primeiro ouro masculino na história do salto com vara e quebrou o recorde olímpico.
O saltador francês criticou as vaias do público no estádio do Engenhão. Ele chegou a se comparar a Jesse Owens, velocista negro americano que fez história nos Jogos de Berlim, em 1936, ao confrontar a supremacia ariana de Hitler. "Em 1936, a multidão estava contra Jesse Owens. Não vimos isso desde então. Temos que lidar com isso", desabafou.

Lavillenie, por sua vez, se disse contente com o resultado, apesar do comportamento do público. "Uma prova inacreditável! Só estou decepcionado com a total falta de respeito do público. Isso não é digno de um estádio olímpico. Mas estou contente com esta medalha", afirmou.

Técnico de francês diz que vitória de brasileiro no salto com vara pode ter relação com candomblé Técnico de francês diz que vitória de brasileiro no salto com vara pode ter relação com candomblé Reviewed by CM on quarta-feira, agosto 17, 2016 Rating: 5