Jovem que matou ex no ato sexual é condenada a 13 anos e fica 'furiosa'

O Tribunal do Júri condenou a jovem Vania Basílio Rocha a 13 anos de prisão por ter assassinado o ex-namorado, durante o ato sexual, em Vilhena (RO). O julgamento da acusada iniciou às 9h desta quinta-feira (15) no Fórum da cidade e foi marcado por declarações inéditas e polêmicas. Para o promotor, Vania alegou que levou a faca na bolsa até a casa da
vítima por medida de segurança e que no local encontrou a calcinha de outra mulher, o que a deixou enciumada.
Ao ouvir a sentença, feita pela juíza Liliane Pegoraro Bilharva, Vania fez cara de "furiosa" e não chorou. A defesa diz que vai recorrer da decisão. Vania, atualmente com 19 anos, chegou ao Fórum local com aspecto abatido. Ela foi ouvida apenas pelo MP-RO e pela própria defesa, pois a Justiça dispensou todas as testemunhas do caso. 

Ao ser questionada pela promotoria sobre o que teria ocorrido no dia do crime, a ré disse que os fatos ainda estão embaralhados em sua cabeça e chegou a chorar. Ela também contou que foi até a casa de Marcos Porto para uma despedida. 

Ao chegar à residência, ela conversou com o irmão do ex-namorado e depois foi para o quarto da vítima. Lá, Vania afirma ter encontrado a calcinha de outra mulher. Naquele momento, Marcos deitou na cama, ela tirou a blusa, a jogou no rosto do rapaz e em seguida pegou a faca. 

Segundo ela, a vítima chegou a dizer: "você está louca, guria". A ré relatou que deu o primeiro golpe de faca na clavícula do ex-namorado e depois na barriga, mas disse não se lembra do resto da sequência dos fatos. Vania afirmou que desconfiava que o ex-namorado a traía e que já tinha surpreendido Marcos com outra mulher. 

A informação sobre a calcinha de outra mulher é novidade no caso. Até então, a acusada declarava que teria ido na casa apenas para se despedir, mas nesta quinta contou à juíza que o fato de ter visto peças íntimas de outra mulher na casa a deixou com ciúmes, o que motivou o crime. Ela negou que tivesse ido à residência apenas para matar o ex. Outra versão diferente que Vania contou no julgamento foi em relação ao volume do som no momento em que ela matou Marcos. 

Em dezembro, quando havia sido presa, ela declarou que aumentou a música de propósito, para ninguém ouvir os gritos de socorro. Nesta quinta, afirmou que o ex-namorado foi quem pediu para ela colocar o som mais alto. 
Sobre a faca que carregava na bolsa, a ré contou que andava com um objeto cortante por questões de segurança e que naquele dia não havia encontrado o canivete que carregava de costume. Por isso, pegou uma faca de cozinha e colocou na bolsa. (G1)
Jovem que matou ex no ato sexual é condenada a 13 anos e fica 'furiosa' Jovem que matou ex no ato sexual é condenada a 13 anos e fica 'furiosa' Reviewed by CM on sexta-feira, setembro 16, 2016 Rating: 5