Pente-fino do INSS cancela 8 em cada 10 auxílios-doença

Irregularidades e fraudes levaram o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a cancelar 82% dos auxílios-doença desde o início do pente-fino iniciado pela Previdência, há um mês. Isso significa que 8 em cada 10 beneficiários que passaram pelo pente-fino foram cortados. Os dados foram divulgados pela Folha de S. Paulo nesta terça-feira (11).
Cinco mil benefícios já foram analisados, segundo dados levantados pela reportagem da Folha.
A previsão inicial do órgão era cortar de 15% a 20% do total de auxílios reavaliados. Os demais auxílios revisados foram transformados em aposentadorias por invalidez. Um dos principais sintomas de que as fraudes são comuns é a constatação de que metade dos segurados periciados estavam trabalhando e contribuindo com a Previdência Social, o que não é permitido a cidadãos que recebem auxílios-doença ou aposentadorias por invalidez. Em parte dos casos, os próprios segurados revelaram aos peritos que estavam trabalhando. A revisão também identificou que 20% dos beneficiários nunca tinham feito recolhimentos à Previdência ou não tinham atingido o número mínimo de contribuições para ter o direito de receber esse benefício. A Folha procurou o INSS, mas o Instituto não comentou os dados.
Pente-fino do INSS cancela 8 em cada 10 auxílios-doença Pente-fino do INSS cancela 8 em cada 10 auxílios-doença Reviewed by CM on terça-feira, outubro 11, 2016 Rating: 5