Sexta edição da Feira Literária Internacional de Cachoeira começa hoje na Bahia

A partir de hoje (13), a cidade histórica de Cachoeira, no Recôncavo Baiano, sediará a sexta edição anual da Feira Literária Internacional (Flica). O evento contará, até domingo (16),  com a presença de autores nacionais e internacionais, além de atividades culturais.
A abertura do evento será com a escritora carioca Mary Del Priori, com a mesa “Histórias da Gente Brasileira”, título de sua obra mais recente. A mediação será do secretário estadual de Cultura e professor Jorge Portugal. Além de Del Priori, estão confirmados escritores como Eduardo Spohr, Scarlet Rose, Milton Hatoum, João Filho, Mônica Menezes e Ana Maria Machado, homenageada desta edição.
Escolhemos Cachoeira porque tem representatividade e uma importância muito grande para os afrodescendentes do Brasil. A gente quis criar um evento que pudesse contemplar também a literatura negra, porque geralmente não é tão pautada nos outros eventos pelo país. E a gente sempre quis que a literatura negra estivesse presente e tivesse a mesma evidência que as outras”, destacou o curador e coordenador da Flica, Emmanuel Mirdad.

No fim de semana, um dos convidados será o escritor colombiano Juan Gabriel Vásquez, a poeta mineira Ana Martins Marques, o paulista Antônio Prata, a professora baiana Ângela Vilma, o pesquisador estrangeiro Kabengele Munanga (Congo), Conceição Evaristo, entre outros.

Mirdad conta que mesmo com a homenagem em vida a Ana Maria Machado, em cada edição um centenário de nascimento é lembrado, quando ocorre. Este ano, a homenageada será a escritora Zélia Gattai (1916-2008). Uma mesa vai debater a obra da escritora, que foi casada com o escritor Jorge Amado. Para isso, foram convidadas a professora Jailma Pedreira e a neta do casal, Maria João Amado.

Será um momento em que uma especialista vai falar sobre a obra da escritora, e a neta dela vai falar da vida pessoal da avó. Maria João Amado que, além de neta, é a diretora da Casa e Museu Jorge Amado, no Rio Vermelho”, destaca Mirdad.

Além da programação de mesas literárias, sessões de autógrafos e atividades culturais, a Fliquinha será destinada exclusivamente às crianças, paralelamente ao evento principal. Apresentações teatrais, contações de estórias, bate-papos, encontro com escritores infantis, shows de mágica e atrações musicais serão algumas das atividades voltadas para o público infantil, incluindo crianças de escolas locais e de cidades vizinhas.

A Flica 2016 será encerrada com a divulgação de uma manifestação cultural da cidade de Cachoeira, o Caruru dos Sete Poetas, no último dia de festa, começando de manhã. Segundo a organização, a proposta é realizar um evento dentro de outro evento (O Caruru dos Sete Poetas dentro da Flica). O sarau mescla elementos literários, com recitais de poesias, e a cultura religiosa afro-brasileira, com referência aos santos católicos São Cosme e São Damião.

Toda a programação do evento, com horários, locais e detalhes das obras e escritores convidados podem ser consultados no site oficial da Flica.

Cachoeira fica a 130 quilômetros de Salvador, no Recôncavo Baiano. Com arquitetura colonial e casarões antigos, a cidade já foi local de passeio da Família Real, no período Brasil colônia. Palco das primeiras lutas na Bahia, durante a guerra pela independência no Brasil, Cachoeira ganhou o título de Cidade Heróica. Desde 2008, a capital da Bahia passa a ser, simbolicamente, Cachoeira no dia 25 de junho.

Da Agência Brasil
Sexta edição da Feira Literária Internacional de Cachoeira começa hoje na Bahia Sexta edição da Feira Literária Internacional de Cachoeira começa hoje na Bahia Reviewed by CM on quinta-feira, outubro 13, 2016 Rating: 5