Maioria do Conselho de Ética vota por abrir processo contra Geddel, mas pedido de vista adia decisão

Cinco membros da Comissão de Ética Pública da Presidência da República já declararam apoio, nesta segunda-feira, 21, à abertura de um processo contra o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB-BA). O colegiado tem sete membros. Apesar da maioria, o processo não foi aberto imediatamente porque um dos conselheiros pediu vista – o
que adiará a decisão para 14 de dezembro.
O presidente da Comissão de Ética, Mauro Menezes, informou que cinco conselheiros já declararam voto pela abertura de um processo após a denúncia feita pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero de que Geddel o pressionou para liberar a construção de um empreendimento imobiliário em Salvador. 

Os conselheiros podem mudar o voto até a decisão final, mas cinco deles pediram para expressar suas posições de imediato. Também nesta segunda-feira, o secretário-executivo do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), Moreira Franco, um dos assessores mais próximos do presidente Michel Temer, não descartou que Geddel venha a ser demitido.
Estadão
Maioria do Conselho de Ética vota por abrir processo contra Geddel, mas pedido de vista adia decisão Maioria do Conselho de Ética vota por abrir processo contra Geddel, mas pedido de vista adia decisão Reviewed by CM on segunda-feira, novembro 21, 2016 Rating: 5