POLÍCIA E JUSTIÇA ADOTAM MEDIDAS PREVENTIVAS PARA TENTAR EVITAR NOVAS MORTES NA CADEIA DE BARREIRAS

A 11ª Coordenadoria Regional de Polícia e o Poder Judiciário realizaram ações preventivas nesta quarta-feira, 23, para tentar impedir novos conflitos e mortes na cadeia pública de Barreiras.
Oito presos considerados de alta periculosidade foram transferidos para outras unidades prisionais da região e a cadeia passou por uma criteriosa revista.

Os delegados Joaquim Rodrigues e Rivaldo Luz comandaram a operação “pente fino”, que terminou com a apreensão de seis aparelhos celulares, dois carregadores, pequena quantidade de maconha e armas artesanais fabricadas com pedaços de ferro.

A Justiça determinou a transferência dos detentos, Lucimário Damaceno Oliveira, 40 anos, vulgo Lúcio; Jonatha Araújo de Souza, 22 anos, vulgo Quinha; Raniere Araujo de Queiroz, 27 anos; Wesley da Silva dos Santos, 25 anos, vulgo Zé da Gata; João Rodrigues de Oliveira Neto, 29 anos; Airon Farias Lima, 24 anos; Romario Castro da Silva, vulgo Nego Drama, 21 anos e Yurivictor dos Santos, 20 anos, vulgo Yure. Os delegados não quiseram revelar o destino das transferências.

Eles estão sendo investigados pela morte brutal do detento Adailson Barbosa Vieira, de 21 anos, conhecido por Ceará Macumbeiro, que foi espancado por companheiros de presídio, decapitado, teve os olhos arrancados, língua decepada e sofreu múltiplas fraturas de membros. O fato ocorreu no domingo (20).

Do Alô Alô Salomão
POLÍCIA E JUSTIÇA ADOTAM MEDIDAS PREVENTIVAS PARA TENTAR EVITAR NOVAS MORTES NA CADEIA DE BARREIRAS POLÍCIA E JUSTIÇA ADOTAM MEDIDAS PREVENTIVAS PARA TENTAR EVITAR NOVAS MORTES NA CADEIA DE BARREIRAS Reviewed by CM on sexta-feira, novembro 25, 2016 Rating: 5