Urgente: automutilação chega em lares e escolas da Bahia

Aproximadamente um em cada cinco adolescentes e adultos jovens no mundo está se automutilando nos braços, pernas e em outras partes do corpo.
Eles usam estiletes, apontadores e lâminas de gilete para se cortar e, com isso, tentar ser aceitos nas tribos da internet, que arrebatam cada vez mais seguidores no auge da adolescência, insatisfeitos com o corpo. O aumento do número de casos, em sua maioria de meninas, se deve principalmente à influência de páginas no Facebook e outras comunidades virtuais.

Em Ilhéus, já existem relatos de pais que foram surpreendidos com os filhos se autoagredindo. Uma mãe, que preferiu não se identificar, contou a reportagem do Fábio Roberto Notícias, que ficou em pânico ao presenciar a sua filha com sinais de arranhões nos braços e pernas e ainda com aspecto de transtornos no comportamento familiar e com baixo rendimento na escola. Ao perceber o descontrole da filha, a mãe recorreu ao psiquiatra em busca de ajuda profissional.

Nos últimos dias, os consultórios psiquiátricos de Ilhéus tem registrado uma alto procura dos pais em busca de orientação. A automutilação é um sinal de que algo precisa ser melhorado na convivência familiar. Se estiver deprimido ou com transtorno, a vítima vai precisar de atendimento de urgência na psiquiatria. 
Urgente: automutilação chega em lares e escolas da Bahia  Urgente: automutilação chega em lares e escolas da Bahia Reviewed by CM on quinta-feira, novembro 24, 2016 Rating: 5