GAROTA DE 13 ANOS DIZ QUE SOFREU ESTUPRO COLETIVO NO BAIRRO VILA RICA DURANTE FESTA REGADA A DROGAS

 A Polícia Militar prendeu cinco jovens e um adolescente acusados de participarem de um estupro coletivo contra uma garota de 13 anos, durante uma festa regada a bebidas alcoólicas e drogas proibidas, por volta de meia-noite desta quarta-feira, 05, na Rua Minas Gerais, bairro Vila Rica, em Barreiras/BA.
A vítima estava em companhia de duas colegas de 14 e 15 anos, que confirmam o ato de violência sexual, porém, de acordo com o delegado Francisco Carlos de Sá, a polícia necessita de provas materiais contundentes para incriminar os acusados, e isso só será possível, por meio de exames e criteriosa investigação. “Eles negam a acusação de estupro e eu não posso autuá-los sem a materialidade do fato”, comentou.

Quando a Polícia Militar chegou ao local, encontrou a menor chorando, alegando que estava sem calcinha e com roupas emprestadas por uma vizinha da moradia onde acontecia a festa. A PM encaminhou os envolvidos ao complexo policial do bairro Aratu, mas três deles foram ouvidos e liberados ao amanhecer.
H.S.Ferreira, 21 anos; Y.L.Rodrigues, 26 anos e W.L.Pereira, 23 anos, permanecem presos.
Na residência, que pertence de um dos acusados, a polícia encontrou duas munições de calibres ponto – 40, intactas. Os projéteis o complicam mais ainda.

O delegado também declarou, que os três serão indiciados por oferecer ou servir bebida alcoólica às menores. “Eles infringiram o Artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente, o qual estabelece punição a quem entrega a menores de 18 anos, ainda que gratuitamente, bebida alcoólica ou outros produtos que possam causar dependência física ou psíquica”.
no caso do acusado que foi encontrado as duas munições, ele também foi autuado em flagrante com base na Lei do desarmamento, que proíbe o porte de armas e munições. “Por ser um calibre de uso restrito das forças armadas eu não posso arbitrar fiança, mas pelo outro crime, estipulei fiança no valor de um salário mínimo para cada um”, finalizou Carlos Sá.

Alô Alô Salomão
GAROTA DE 13 ANOS DIZ QUE SOFREU ESTUPRO COLETIVO NO BAIRRO VILA RICA DURANTE FESTA REGADA A DROGAS GAROTA DE 13 ANOS DIZ QUE SOFREU ESTUPRO COLETIVO NO BAIRRO VILA RICA DURANTE FESTA REGADA A DROGAS Revisado by CM on quarta-feira, abril 05, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

CURSO DE MÁQUINAS PESADAS VAGAS LIMITADAS