Isso é o que acontece com os sabonetes de hotéis que os hóspedes não gastam

Normalmente, os hotéis colocam um par de sabonetes em cada quarto para os clientes usarem. No entanto, muitos deles acabam não sendo usados, ou apenas usados parcialmente (tirando aqueles que os levam para casa de recordação… eu faço parte esse grupo!). Como eles não podem ser reutilizados, a maioria são jogados fora.

Faça as contas. Duas barras de sabão por cada quarto, em milhares de hotéis no mundo inteiro resulta em trilhões de toneladas de sabonetes desperdiçados. E não é só isso: xampu, condicionador, entre outros produtos de higiene que são postos à disposição do hóspedes.
Para evitar esse desperdício, Shawn Seipler criou o “Clean the World”, uma organização sem fins lucrativos responsável pela coleta e utilização das sobras de produtos higiénicos dos hotéis. Em uma de suas muitas viagens Shawn, observou como um trabalhador do hotel jogou seus sabonetes, quando ele saiu do quarto.

Surpreso, ele decidiu para perguntar sobre essa prática na receção, onde lhe explicaram que essa é uma exigência do governo para hóteis 5 estelas. Segundo seus cálculos, a cada dia cerca de 5 milhões de barras de sabão são desperdiçados, enquanto milhões de pessoas não têm produtos necessários para manter a higiene adequada.

Shawn ficou horrorizado, e começou a aprender maneiras de limpar, desinfetar e reutilizar o sabão usado para poder dar aos mais necessitados.

Ele ficou horrorizado, mas descobriu o método da fusão, onde se pode derreter e limpar sabonetes para fazer uns novos. Assim, em 2009 ele fundou “Clean the World”, com a ideia de reciclar os sabões e fazê-los chegar às pessoas que necessitam.

Desde então, ele tem ajudado a melhorar as condições de higiene de milhões de pessoas ao redor do mundo, reduzindo a mortalidade infantil e a propagação de doenças como diarreia e pneumonia.
No início, não foi fácil. Ele tive a ideia mas teve que lutar para conseguir o apoio e a cooperação de hotéis e postos de turismo.

Depois de algumas semanas de trabalho duro, Shawn Seipler tinha uma garagem cheia de barras de sabão para criar seus primeiros sabonetes consolidados.

Agora as coisas mudaram, e os hotéis que decidem aderir à iniciativa pagam 50 centavos de dólar por quarto, por ano.

Estes fundos permitem à organização recrutar pessoal, e pagar o espaço de transporte e logística para processar os bens. Agora, eles não se limitam a sabonetes, mas todos os cosméticos de hotéis.

Em 2016, eles refizeram 7 milhões de barras de sabão e 400.000 kits de higiene.

Todos esses kits foram distribuídos a crianças em países de risco, mas ainda há muito trabalho a fazer.

“Um em cada quatro mortes das 16.000 crianças menores de cinco anos que morrem a cada ano no mundo, são resultado de doenças como a diarreia ou pneumonia, que são facilmente transmissíveis se a higiene não for adequada.

Isso significa que a cada 15 segundos uma criança morre no mundo por não ter os produtos necessários para a limpeza diária… nós ainda temos muito trabalho a fazer”, diz Shawn.

Estamos completamente maravilhados com a brilhante iniciativa de Shawn. Um gesto simples que pode ter um enorme impacto direto sobre as vidas de milhões de crianças e famílias.

A sua ideia poderia ser aplicada a muitas mais coisas. Todos os dias, milhares de toneladas de comida de supermercados e restaurantes são deitadas fora, enquanto existem muitas pessoas morrendo à fome. Será que a sua ideia vai ser apenas a primeira de muitas desse género? Compartilhe se acha que deveriam existir mais pessoas assim no mundo! 
 






Isso é o que acontece com os sabonetes de hotéis que os hóspedes não gastam Isso é o que acontece com os sabonetes de hotéis que os hóspedes não gastam Revisado by CM on sexta-feira, abril 21, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

CURSO DE MÁQUINAS PESADAS VAGAS LIMITADAS