Pastor usa nome de Deus para estuprar criança de 12 anos

Um pastor foi preso suspeito de estuprar uma criança de 12 anos e de tentar cometer o mesmo crime com duas adolescentes, de 14 e 16 anos. O homem foi detido nesta sexta-feira (7), em Campos Novos, no Oeste de Santa Catarina. O argumento utilizado pelo suspeito era para cumprir uma ordem de Deus e quebrar um feitiço.

Segundo informações do Extra, os assédios com a vítima de 12 anos começaram no ano passado, quando a menina começou a frequentar a igreja. "Valendo-se dessa condição, o pastor disse que Deus iria lhe dar uma missão e que ela deveria cumpri-la. Dias depois, a vítima recebeu mensagem de celular dizendo que havia um feitiço em sua vida e que a única forma de quebrar esse feitiço seria fazendo amor por sete vezes com um homem de muita fé e que fosse casado", contou o delegado Luis Eduardo Córdova

Não satisfeito com os atos sexuais com a criança, em março deste ano, acrescentou o delegado, o pastor habilitou um celular em nome de um membro da igreja e enviou mensagem para duas adolescentes, de 15 e 16 anos. Ele fingiu ser um "rapaz que tinha estudado com as vítimas". O personagem criado pelo suspeito dizia ser filho de um feiticeiro que havia feito uma magia para destruir a vida das jovens.

Córdova detalhou o que o suspeito havia encaminhado, por mensagem, às garotas. O jeito de quebrar o feitiço era "fazer amor por sete vezes com um grande homem de Deus, abençoado e casado, mas que ninguém poderia saber disso, caso contrário as meninas poderiam até morrer”, revelou.

Após a prisão, o homem foi encaminhado ao Presídio de Campos Novos, local em que ficará à disposição da Justiça. A denúncia foi encaminhada ao Ministério Público.
Pastor usa nome de Deus para estuprar criança de 12 anos Pastor usa nome de Deus para estuprar criança de 12 anos Revisado by CM on sábado, abril 08, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

Gbahia - Notícias da Bahia, Brasil ao Mundo