Ameaçado de afastamento, Trump inicia 1ª viagem internacional

iad, Jerusalém, Belém, Roma, Bruxelas e Sicília: o presidente Donald Trump, em dificuldades em Washington, inicia nesta sexta-feira (19) uma viagem que será acompanhada de perto nas capitais de todo o mundo. Esta primeira viagem prolongada - cinco países em oito dias, uma série de reuniões - promete ser um exercício difícil para o presidente dos Estados Unidos.

A avalanche de revelações que precedeu sua partida o colocou em uma posição delicada em seu país e reavivou dúvidas sobre a sua capacidade de desempenhar a função presidencial na presença de seus homólogos. "O fato é que ninguém sabe como Donald Trump vai se comportar ou o que dirá nas reuniões que nunca esteve", resume Stephen Sestanovich, do Conselho de Relações Exteriores.

Os conselheiros do presidente imprevisível, de 70 anos, afirmam que seu estilo "amigável, mas franco" é uma garantia de eficiência nas relações internacionais. Trump, pouco simpático a viagens longas, será acompanhado por sua esposa Melania, até agora praticamente ausente nas atividades públicas. Sua filha Ivanka e seu genro Jared Kushner, dois dos seus assessores mais próximos, também embarcarão no avião presidencial Air Force One.

O magnata do ramo imobiliário, que tenta ajustar suas incendiárias declarações de campanha, terá de explicar como seu lema favorito, a "América primeiro", é compatível com o multilateralismo. "O presidente sabe que 'América primeiro' não significa 'Estados Unidos sozinhos', muito pelo contrário", declarou o general H.R. McMaster, seu conselheiro de Segurança Nacional. Mas, além da frase, muitas questões permanecem.
Ameaçado de afastamento, Trump inicia 1ª viagem internacional Ameaçado de afastamento, Trump inicia 1ª viagem internacional Revisado by CM on sexta-feira, maio 19, 2017 Classificação: 5