Cada vez mais brasileiros largam tudo para começar do zero no exterior

O número de brasileiros que larga o emprego, vende tudo e deixa o país para viver no exterior cresce cada vez mais. De acordo com dados da Receita Federal, mais de 18,5 mil brasileiros deixaram o país definitivamente no ano passado, mais do que o dobro de 2011, quando quase 8 mil pessoas emigraram.Os principais destinos são os Estados Unidos e países da Europa. Os emigrantes saem em busca de qualidade de vida e melhores oportunidades, segundo publicação da Exame.

De acordo com MaCson Queiroz JP, diretor da M.Quality, empresa brasileira especializada em intercâmbio, imigração e negócios na Austrália, o perfil do brasileiro que se muda para o país é de “profissional com nível universitário, pertencente às classes A/B, na faixa etária de 30 a 48 anos, casado, um filho e com nível de inglês avançado”. “Eles não suportam o nível de insegurança vivido hoje no país e não querem que os filhos cresçam em um ambiente de violência como está agora. Estão, de maneira geral, desiludidos com o Brasil do futuro. Esses profissionais aceitam até mesmo reiniciar as suas carreiras em troca de uma qualidade de vida superior”, explicou o especialista.

Na Austrália, profissionais de engenharia, computação, contabilidade, saúde e educação, com experiência superior a três anos e inglês fluente têm grandes chances de conseguirem uma colocação no mercado de trabalho. A fluência no idioma e uma formação acadêmica são indispensáveis. Contudo, oportunidades na área de atuação podem não vir logo no primeiro momento e, muitas vezes, pode ser necessário realizar funções "mais humildes", o que gera uma certa frustração em alguns. Marcelo Gidaro, de 28 anos, trabalhava como gerente de projetos no Brasil, mudou-se para a Escócia este ano com a esposa e agora trabalha em um café.

O casal garante que não se arrepende da decisão, pois a qualidade de vida compensa. “O fato de trabalhar em fast food, café, pubs, restaurantes e até mesmo com limpeza, não te diminuirá de forma alguma como profissional. Não é demérito trabalhar em ‘subemprego’ quando for morar no exterior, só não posso dizer que é fácil, pois as empresas sempre solicitam referências profissionais (dentro do país), dando mais relevância aos candidatos que as possuem”, garante Marcelo.
Cada vez mais brasileiros largam tudo para começar do zero no exterior Cada vez mais brasileiros largam tudo para começar do zero no exterior Revisado by CM on segunda-feira, maio 29, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

Pai publica foto de sua filha nas redes sociais. Quando as pessoas se apercebem desse detalhe, ficam absolutamente revoltadas!

Quem tem crianças sabe que todo o cuidado é pouco para as proteger. Basta um segundo de distração para acontecer uma verdadeira catástrofe...