Ex-empresário de Cristiano Araújo é morto a tiros no Rio de Janeiro

O ex-empresário do sertanejo Cristiano Araújo, D'Stefany Vaquero Lima, de 32 anos, morreu, na madrugada desta quarta-feira, em Mangaratiba, na Região Metropolitana do Rio. Conhecido como Didi Latino, ele foi encontrado baleado por policiais militares do 33º BPM (Angra dos Reis) na Rodovia Rio-Santos e levado para Hospital municipal Victor de Souza Breves. O crime é investigado pela 165ª DP (Mangaratiba).
Os PMs passavam pela Rio-Santos quando viram Didi Latino andando às margens da via, pouco depois da meia-noite, com roupas cobertas de sangue. Eles pararam para socorrê-lo. O empresário, porém, ainda segundo os agentes, falava coisas sem sentido e não soube explicar o que aconteceu. Ele teria levado quatro tiros. Além de Cristiano Araújo — morto num acidente de carro em junho de 2015 —, Didi Latino também trabalhou com a dupla sertaneja Humberto e Ronaldo.
Na página oficial dos cantores, foi postada uma mensagem de luto: "8 anos atrás começava uma amizade, uma história, dois sonhadores, que nunca desistiram. A vida nos levou a caminhos diferentes, mas nunca distantes. Difícil saber o que falar essa hora. Que Deus te receba de braços abertos irmão. Descanse em paz!". (Extra)
Ex-empresário de Cristiano Araújo é morto a tiros no Rio de Janeiro Ex-empresário de Cristiano Araújo é morto a tiros no Rio de Janeiro Revisado by CM on quarta-feira, maio 24, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

Gbahia - Notícias da Bahia, Brasil ao Mundo