Mulçumano pede à FIFA para proibir jogadores de fazerem o sinal da cruz

O xeque, clérigo e professor saudita Mohammed Alarefe pediu à FIFA para proibir os jogadores de fazerem o sinal da cruz para celebrar gols. Alarefe promove a ideia em sua conta no Twitter. "Vi vídeos de atletas, jogadores de futebol correndo, chutando, e quando eles ganham, fazendo o sinal da cruz no peito. 

Pergunto-me se as regras da FIFA não deveriam proibir isso", escreveu o clérigo. 

O apelo indignou os internautas, escreve o jornal britânico The Daily Mail. "Os jogadores muçulmanos também celebram à sua própria maneira, a FIFA nos une", escreveu um usuário. 

Outro internauta também destacou o fator unificador do esporte e disse que Alarefe não deve semear a discórdia. "Os muçulmanos se ajoelham para celebrar a vitória… onde está o problema?", escreveu. Neste ano, este é o segundo caso de controvérsia no futebol por motivos religiosos. 

Em janeiro, o Real Madrid espanhol eliminou a cruz de seu escudo nas camisetas para poderem ser vendidas nos países do Golfo.
Mulçumano pede à FIFA para proibir jogadores de fazerem o sinal da cruz Mulçumano pede à FIFA para proibir jogadores de fazerem o sinal da cruz Revisado by CM on segunda-feira, maio 15, 2017 Classificação: 5