Mulher morta por bala perdida seguia para igreja para acertar detalhes de casamento

A assistente administrativa Jucinara dos Santos da Hora, de 33 anos, que morreu após ser atingida por uma bala perdida durante um ataque de criminosos a um polícial militar em Salvador, tinha acabado de sair de casa e seguia para a igreja para acertar os últimos detalhes do casamento quando foi atingida, segundo informou uma irmã da vítima. A mulher foi enterrada na manhã deste sábado (13).

Segundo os familiares, Jucinara iria se casar no mês de setembro. Ela trabalhava na Casa Militar da prefeitura da capital baiana, mas estava de férias e aproveitava o tempo para organizar os preparativos da festa.

"Ela estava indo marcar o noivado [casamento] dela. Inclusive, ela estava com os balões para a festa, ela estava com o dízimo dentro da bíblia e com o terço dela, como ela sempre faz", disse a irmã de Jucinara, Jorginélia Brito.

"Tudo preparado: casa comprada, vestido alugado, buffet pronto, tudo pronto. Foi um sonho que foi interrompido", lamentou a irmã.

O noivo de Jucinara, Marcos, esteve no enterro da mulher neste sábado, no Cemitério Municipal de Brotas. O homem, que há quatro anos sonhava em se casar, ajudou a levar o caixão da companeira até a igreja onde foi realizado o velório. Bastante emocionado, ele não falou com a imprensa, assim como a mãe de Jucinara, que também estava bastante abalada.

"Era uma pessoa muito alegre, muito solidária. O que ela podia fazer para ajudar os irmãos da igreja ela fazia. Sempre esteve ao nosso lado. Em todos os momentos tristes, ela estava lá com a gente", disse a amiga, a dona de casa Neidiane de Cristo.

  
Ataque

O ataque ocorreu na na noite de quinta-feira (11), na Avenida Edgard Santos, em Narandiba. O alvo dos criminosos que chegaram ao local atirando era o policial militar reformado Ari Bacelar de Oliveira, de 49 anos. Ele foi atingido e chegou a ser levado para o Hospital Roberto Santos por policiais da 23ª CIPM, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo a polícia, o PM conversava com um amigo quando foi surpreendido por homens armados. Ele foi atingido por tiros em várias partes do corpo. O amigo do policial também foi baleado nas costas, mas sobreviveu e segue internado. Não há informações atualizadas sobre o estado de saúde dele.

Jucinara, que passava pelo local no momento do ataque, foi atingida no abdômen. Ela também foi socorrida e encaminhada para o Hospital Roberto Santos, mas também não resistiu. Após os disparos, os suspeitos fugiram. Ainda não há informações sobre a motivação do ataque.

Em nota, a PM informou que o soldado Ari Bacelar foi aposentado por esquizofrenia, em 2013. No mesmo ano, Ari foi demitido da corporação, após um Processo Administrativo Disciplinar ser instaurado contra ele, por ter roubado uma farmácia. No entanto, segundo a polícia, ele foi reintegrado à corporação, por ordem judicial, em abril de 2014.

http://g1.globo.com/bahia/noticia/mulher-morta-por-bala-perdida-durante-ataque-a-pm-seguia-para-igreja-para-acertar-detalhes-de-casamento-diz-irma.ghtml
Mulher morta por bala perdida seguia para igreja para acertar detalhes de casamento Mulher morta por bala perdida seguia para igreja para acertar detalhes de casamento Revisado by CM on domingo, maio 14, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

Gbahia - Notícias da Bahia, Brasil ao Mundo