Professores param atividades por 24h nas universidades estaduais, diz associação

 
Professores das universidades estaduais da Bahia (Uneb), de Feira de Santana (Uefs), do Sudoeste da Bahia (Uesb) e de Santa Cruz (Uesc) param as atividades durante 24h, nesta terça-feira (30), de acordo com a Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (Aduneb).
Segundo a associação, a paralisação deixa todos os campi das universidades sem aulas e também conta com adesão dos servidores técnico-administrativos. A categoria defende uma lista de reivindicações, que inclui melhorias na universidade e reajuste de salário dos professores.

“A gente entregou a pauta ao governo em dezembro, em defesa das universidades e dos professores. A gente quer discutir o aumento do orçamento das universidades, com 7% da receita dos impostos para universidades. Falta salas para professores, condições de estrutura nas universidades, uma série de questões. Tem dois anos que o governo não dá qualquer tipo de reajuste, não só para professores, como para todos os servidores, precisamos de reposição salarial de 30,5%”, diz o diretor da Aduneb Milton Pinheiro.

Já a Secretaria de Educação afirmou, em nota, que "está em diálogo permanente com o movimento docente". A pasta diz ainda que progressões, promoções e, também, reajustes salariais não podem ser concedidos, neste momento, em função de o Estado ter extrapolado o limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Portanto, haveria um impedimento legal.

A secretaria diz ainda que está impossibilitada de aumentar o repasse orçamentário para Universidades Estaduais Baianas para 7% da Receita Líquida de Impostos (RLI), devido à diminuição da arrecadação pelo Estado.
Professores param atividades por 24h nas universidades estaduais, diz associação  Professores param atividades por 24h nas universidades estaduais, diz associação Revisado by CM on terça-feira, maio 30, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

Gbahia - Notícias da Bahia, Brasil ao Mundo