Entidades ambientais criticam decisão de Trump sobre acordo climático

Entidades de proteção ambiental se manifestaram contrárias à decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de retirar o país do Acordo de Paris. O tratado firmado em 2015, que define os compromissos globais na luta contra os danos causados pelas mudanças climáticas, foi assinado por 195 países e ratificado por 147, responsáveis por 80% das emissões de gases causadores do efeito estufa.  

O WWF divulgou nota defendendo o tratado. Para o diretor-geral do WWF-Brasil, Maurício Voivodic, o acordo continua forte, mesmo com a saída dos Estados Unidos. “As manifestações em todo o mundo e as tendências da economia mundial mostram que o Acordo de Paris continuará firme e forte, independentemente da decisão de Trump. 

O movimento de descarbonização mundial já está em andamento e é irreversível”.  Já o presidente e diretor-executivo do WWF-Estados Unidos, Carter Roberts, lembrou que várias empresas do país, como Walmart, Pacific Gas & Electric, Google e Apple, aderiram ao acordo e pediu para que o presidente reconsidere sua decisão. “Nós pedimos que a administração Trump reconsidere e fique com as empresas americanas, prefeitos e governadores que apoiam o Acordo de Paris. Assim, priorizará os postos de trabalho e estabilidade a longo prazo que a América precisa”.
Entidades ambientais criticam decisão de Trump sobre acordo climático Entidades ambientais criticam decisão de Trump sobre acordo climático Revisado by CM on sexta-feira, junho 02, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

Gbahia - Notícias da Bahia, Brasil ao Mundo