Homem diz ter matado namorada com tiro acidental após ela não atender celular; suspeito foi liberado

O homem suspeito de matar a própria namorada, na noite de sábado (3), em Conceição do Jacuípe, na região de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador, se apresentou à polícia acompanhado de um advogado na tarde desta terça-feira (6). Ele disse ter atirado na companheira sem querer, após uma discussão, porque ela não atendeu a uma ligação. Mesmo admitindo o crime, o suspeito foi liberado.

A vítima foi Mariluce Ferreira de Lima, de 39 anos. Ela foi assassinada com um tiro na cabeça, dentro da casa da mãe, e os irmãos testemunharam o crime. O suspeito é Jusemar Brito Ferreira Portugal, de 31 anos.

De acordo com o delegado Jean Silva Souza, que apura o caso, o suspeito disse em depoimento que estava com a mulher na residência quando o celular dela tocou. Ele disse que pediu para a companheira atender, mas que ela se negou. Ainda segundo o delegado, o suspeito disse que, diante da negativa da mulher, pegou uma arma e apontou para a vítima. A mulher teria colocado uma das mãos na arma e, segundo o suspeito, houve o disparo acidental.

A polícia, no entanto, não acredita na versão do suspeito e diz que o crime foi premeditado. "Chegamos a esse entendimento porque o acusado esteve na casa da vítima armado, foi direito para o quarto onde estava a vítima e disparou contra ela. Ainda fugiu sem prestar socorro, levou a arma do crime e jogou em um rio", destacou o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, cerca de 6h antes do crime, moradores da região haviam insinuado que Jusemar estava sendo traído por Mariluce. A polícia acredita que isso tenha motivado o homicídio.

"Ele mesmo disse que seis horas antes passou por esse constrangimento de ser chamado de corno. Foi por isso que ele disse que pediu que a mulher atendesse o celular quando o aparelho tocou. Como ela se negou, ele apontou a arma para ela", destacou.

Conforme o delegado, como o suspeito se apresentou fora do período do flagrante, não ficou preso. O delegado ainda informou que o homem trabalha com tansporte clandestino e que é morador da própria cidade.

"Não tinha mandado de prisão contra ele. Além disso, ele se apresentou com o advogado, por espontânea vontade e já tinha passado o prazo de 24h do flagrante", disse. O investigador informou, no entanto, que o inquérito já foi concluído, após todas as testemunhas serem oiuvidas, e será remetido à Justiça ainda nesta semana, com pedido de prisão preventiva do suspeito.

Caso

De acordo com a Polícia Civil, o crime ocorreu na noite de sábado (3), quando Mariluce Ferreira de Lima estava na casa da mãe. Dois irmãos da mulher estavam próximo ao imóvel e testemunharam a ação. O suspeito, identificado como Jusemar Brito Ferreira Portugal, de 31 anos, está foragido. O relacionamento do casal já durava 10 anos e há dois eles moravam juntos, informou a polícia.

Um dos irmãos da vítima, Evandro Costa de Lima, relatou que estava na casa onde ocorreu o crime e saiu do imóvel minutos antes do homicídio. Segundo ele, Josimar estava dentro do carro, em frente à residência. Evandro disse ainda que outra irmã, que mora numa casa no fundo da residência onde Mariluce estava, ouviu os tiros e foi socorrer a vítima.

O delegado informou que Mariluce estava na casa da mãe, no momento do crime, pois tem um filho de 20 anos, de outro casamento, que mora com a avó. A polícia detalhou que o filho de Mariluce não residia com ela, pois a casa da mãe da vítima era mais confortável para o rapaz, mas que era Mariluce quem cuidava do filho. Do G1 Bahia
Homem diz ter matado namorada com tiro acidental após ela não atender celular; suspeito foi liberado Homem diz ter matado namorada com tiro acidental após ela não atender celular; suspeito foi liberado Revisado by CM on quarta-feira, junho 07, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

Gbahia - Notícias da Bahia, Brasil ao Mundo