Joesley diz que Geddel era mensageiro de Temer após prisão de Cunha e Funaro

O empresário Joesley Batista afirmou nesta sexta-feira (16), em entrevista à Revista Época, que o ex-ministro Geddel Vieira Lima atuava como mensageiro de Temer após as prisões de Eduardo Cunha e Lúcio Funaro. Segundo o dono da JBS, Geddel era responsável por sondar se ele continuava mantendo de sistema de pagamento aos políticos presos.

“Geddel [era o mensageiro]. De 15 em 15 dias era uma agonia terrível. Sempre querendo saber se estava tudo certo, se ia ter delação, se eu estava cuidando dos dois. O presidente estava preocupado. Quem estava incumbido de manter Eduardo e Lúcio calmos era eu”, contou.

De acordo com o empresário, Geddel sempre falava com autoridade, em nome de Michel Temer, o que mostra que o presidente sabia de todo o esquema. “Depois que o Eduardo foi preso, mantive a interlocução desses assuntos via Geddel. O presidente sabia de tudo. Eu informava o presidente por meio do Geddel. E ele sabia que eu estava pagando o Lúcio e o Eduardo. Quando o Geddel caiu, deixei de ter interlocução com o Planalto por um tempo. Até por precaução”, explicou.
Joesley diz que Geddel era mensageiro de Temer após prisão de Cunha e Funaro Joesley diz que Geddel era mensageiro de Temer após prisão de Cunha e Funaro Revisado by CM on domingo, junho 18, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

Pai publica foto de sua filha nas redes sociais. Quando as pessoas se apercebem desse detalhe, ficam absolutamente revoltadas!

Quem tem crianças sabe que todo o cuidado é pouco para as proteger. Basta um segundo de distração para acontecer uma verdadeira catástrofe...