Criminoso condenado a 9 anos é solto por erro de tribunal, que registrou 9 meses

Em outubro de 2016, o britânico Ralston Dodd, de 25 anos, foi condenado à prisão por esfaquear um jovem três vezes depois de uma discussão. Segundo a sentença determinada pelo juiz, ele só deveria deixar a cadeia em 2025. O criminoso, porém, foi libertado este mês, graças a uma confusão do tribunal, que trocou a palavra "anos" por "meses nos formulários referentes à condenação, reduzindo a pena de nove anos para nove meses.

Preso no dia 11 de outubro de 2016, Dodd confessou ter golpeado a jovem com uma faca, no norte de Londres, em setembro. Na época, a vítima, de 21 anos, ficou em estado grave, mas sobreviveu. Agora, seus familiares e amigos estão indignados com a soltura de Dodd. "É um erro inaceitável. Ele recebeu nove anos de sentença por ter esfaqueado meu filho três vezes", afirmou o pai do jovem ao jornal britânico "The Sun". "Ele poderia ter morrido. Eu segurei o meu filho e pensei que ele fosse morrer", acrescentou.

O detetive da Polícia Metropolitana Will Lexton-Jones classificou o acusado como "um agressor extremamente perigoso".

O engano do tribunal foi descoberto porque a própria vítima avistou seu agressor na capital inglesa há poucas semanas, conforme o jornal "Metro". A polícia emitiu novo mandado de prisão para Dodd, que está foragido desde que saiu da cadeia. De acordo com o Ministério da Justiça, o incidente do tribunal que errou a setença de Dodd está sendo investigado com urgência.
Criminoso condenado a 9 anos é solto por erro de tribunal, que registrou 9 meses Criminoso condenado a 9 anos é solto por erro de tribunal, que registrou 9 meses Revisado by CM on terça-feira, julho 04, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

SEJA UM OPERADOR DE COLHEITADEIRA: VAGAS LIMITADAS