APARTIR DE 15/08/2017 O BLOG BARREIRAS NOTÍCIAS SERÁ Gbahia.com
Novas Convicções, Novas Metas, Maior Interação; Muito Mais Você.
Fique tranquilo caro leitor, você que acompanha diariamente nossas publicações será redirecionado automaticamente para www.gbahia.com
Geddel Vieira Lima acumula patrimônio milionário na vida pública - Blog Barreiras Notícias || Gbahia

Geddel Vieira Lima acumula patrimônio milionário na vida pública

O ex-ministro Geddel Vieira, preso sob suspeita de atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato, acumula atualmente um patrimônio milionário, distribuído em fazendas, apartamentos, casa de praia e também um restaurante na Bahia. 
Nas terras mais valorizadas do sudoeste do estado fica a maioria dos bens do peemedebista. Ele é dono de 12 fazendas de gado em sete municípios da região. No total, as propriedades têm mais de 9.000 mil hectares e hoje valem cerca de R$ 67 milhões.  Uma das maiores, chamada Tabajara 2, em Itororó (BA), tem 1.027 hectares. Na declaração de bens mais recente entregue à Justiça Eleitoral, em 2014, quando Geddel foi candidato ao senado pela Bahia, ele informou que pagou cerca de R$ 88 mil pelas terras nos anos 90. Hoje, ela vale mais de R$ 7,5 milhões.  
Na beira do rio Pardo, o ex-ministro tem três fazendas, duas de um lado e uma de outro. Juntas, elas somam mais de 900 hectares e, de acordo com os preços praticados na região, elas valem pelo menos R$ 6 milhões.  No centro da cidade de Itapetinga, Geddel também é dono de um apartamento sobre o qual declarou, em 2014, ter pago, junto com familiares, R$ 100 mil. O imóvel é avaliado por corretores locais no valor de R$ 1 milhão e R$ 1,5 milhão.  Na capital Salvador e arredores está o restante dos bens de Geddel. Há um apartamento de alto padrão, dois carros de luxo, casa na beira da praia e restaurante.

Trajetória:
Em 1994, em seus primeiros anos como político, o ex-ministro havia declarado em sua lista de bens apenas uma linha telefônica, uma Paraty ano 89, um título no clube e 120 hectares de terra.  Geddel começou na vida pública aos 25 anos como diretor do Banco do Estado da Bahia. Na época, surgiu a primeira denúncia contra ele, em que foi acusado de desviar R$ 3 milhões para favorecer parentes. Ele perdeu o emprego, mas em 2001 foi inocentado no caso.   Em 1991, o baiano se elegeu deputado federal e dois anos depois, foi apontado como um dos "anões do orçamento" – grupo de parlamentares acusados de roubar os cofres públicos. Também foi absolvido nesse episódio e começou a construir a carreira de articulador político no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.  Nesse tempo, ganhou fama de truculento e falastrão e foi um dos maiores críticos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Depois, se tornou aliado do petista e assumiu o Ministério da Integração Nacional em 2007.  No governo da ex-presidente Dilma Rousseff, em 2011, virou dirigente da Caixa Econômica Federal. Quando Michel Temer assumiu o comando do governo, no ano passado, Geddel se tornou ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência.  Ele ficou seis meses no cargo, que teve de deixar após ser acusado de pressionar o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero a liberar a construção de um prédio em uma área protegida em Salvador.  O apartamento do qual Geddel foi levado para a prisão, em Salvador, está avaliado em cerca de R$ 1,5 milhão no mercado atual.  O Ministério Público Federal afirma que Geddel "é um criminoso em série". Além da suspeita de tentar evitar delações premiadas, o ex-ministro é acusado de receber R$ 20 milhões de propina para favorecer empresas quando era vice-presidente de Pessoa Jurídica na Caixa.  O doleiro Lúcio Funaro o apelidou de "Boca de Jacaré", pela gula de querer propina.
 
Defesa:  
Em depoimento prestado na semana passada, Geddel negou ter obstruído a Justiça e chorou.  “Tudo isso para mim aqui é uma surpresa. Tenho 58 anos de idade, nunca tive nenhum problema, nem de responder a cheque sem fundo, nem a nada, nenhum tipo de problema”, disse ao juiz.  O advogado do ex-ministro afirma que não há motivos para a prisão e que já pediu sua saída da cadeia em troca do cumprimento de medidas alternativas. Ele também diz que os bens de Geddel são compatíveis com as atividades do ex-ministro.  “São propriedades muito antigas, que foram compradas há muitos anos [...] O que eu posso dizer a todos é que a declaração de bens dele atende aos requisitos eleitoral e tributário e nunca houve qualquer tipo de questionamento”, diz Gamil Foppel.
Geddel Vieira Lima acumula patrimônio milionário na vida pública Geddel Vieira Lima acumula patrimônio milionário na vida pública Revisado by CM on segunda-feira, julho 10, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

APARTIR DE 15/08/2017 O BLOG BARREIRAS NOTÍCIAS SERÁ GBAHIA.COM

Novas Convicções Novas Metas Maior Interação Muito Mais Você  Fique tranquilo caro leitor, você que acompanha diariamente nossas...