Mulher que fingiu ser homem para fazer sexo com amiga é condenada e lamenta: “Não posso voltar para a cadeia”

 Uma mulher foi condenada por fingir ser um homem por mais de dois anos, numa trama “surpreendente”, para enganar uma amiga e levá-la a fazer sexo com ela. Após um novo julgamento, no qual foi condenada, ela chorou no banco dos réus, dizendo: “Não posso voltar para a cadeia”.

Gayle Newland, de 27 anos, criou uma personagem online “perturbadoramente complexa” para atingir a sua “estranha satisfação sexual”.

Um júri da Manchester Crown Court considerou Gayle culpada por agressão sexual. Gayle usou uma prótese peniana sem o consentimento de sua vítima.

Ela chorou no banco dos réus, sacudindo a cabeça. Em certo momento, chegou a dizer: “Não posso voltar para a cadeia”. Uma das mulheres no júri estava visivelmente perturbada, lutando para conter as lágrimas por causa da angústia de Newland.

O juiz de Manchester, David Stockdale QC, concedeu fiança a Newland na primeira sentença, que foi dada dia 20 de julho. Mas ele disse que havia uma probabilidade “esmagadora” de que ela recebesse “uma sentença de prisão imediata significativa”.

Newland, de Willaston, Cheshire, foi presa em novembro de 2015, condenada a oito anos de cadeia após um júri da Chester Crown Court julgá-la pelas mesmas infrações.

Mas a condenação foi anulada no julgamento de apelação em dezembro do ano passado. Um novo julgamento foi feito sob a premissa de que o caso não foi justo e equilibrado.

Yahoo
Mulher que fingiu ser homem para fazer sexo com amiga é condenada e lamenta: “Não posso voltar para a cadeia”  Mulher que fingiu ser homem para fazer sexo com amiga é condenada e lamenta: “Não posso voltar para a cadeia” Revisado by CM on segunda-feira, julho 03, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

SEJA UM OPERADOR DE COLHEITADEIRA: VAGAS LIMITADAS