Bahia: SUPOSTA AMANTE DE ACM QUER QUE A JUSTIÇA RECONHEÇA UNIÃO ESTÁVEL COM EX-SENADOR

 Uma suposta amante do ex-senador Antônio Carlos Magalhães, Niluschka Brandão Bloema, quer o reconhecimento de sua união estável post mortem com o político baiano e foi à Justiça para garantir seus direitos. A informação é da coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo.

Segundo a reportagem, a mulher pediu para ingressar no espólio de ACM, cujo valor gira em torno de R$ 780 mil. De acordo com a defesa de Niluschka, ela e “o falecido conviveram em união estável por cerca de cinco anos”.

Em resposta, a família Magalhães disse que as alegações são “completamente fantasiosas e descabidas”. “O senador ACM era casado de fato e de direito com D. Arlette Magalhães”, completou. Ainda segundo representante da família, a ação de Niluschka “atenta contra a memória” do baiano “dez anos após o seu falecimento”.
(Fonte: Varela Notícias)
Bahia: SUPOSTA AMANTE DE ACM QUER QUE A JUSTIÇA RECONHEÇA UNIÃO ESTÁVEL COM EX-SENADOR Bahia: SUPOSTA AMANTE DE ACM QUER QUE A JUSTIÇA RECONHEÇA UNIÃO ESTÁVEL COM EX-SENADOR Revisado by CM on quarta-feira, agosto 30, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

SEJA UM OPERADOR DE COLHEITADEIRA: VAGAS LIMITADAS