COM BAIXA UMIDADE DO AR, BARREIRAS, TEM AUMENTO DE CASOS DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS

A baixa umidade do ar, provocada pela falta de chuva, na cidade de Barreiras, no oeste da Bahia, fez com que o número de casos de doenças respiratórias registradas no município aumentasse. Com isso, os atendimentos nos postos de saúde também cresceram. A estiagem na cidade já dura cinco meses.

A maioria dos pacientes que buscam auxílio médico é crianças, que sofrem com problemas como tosse e garganta inflamada. Por isso, os médicos da cidade recomendam que os pais evitem a exposição das crianças ao sol. Além disso, orientam a beber bastante água durante o período e vestí-los com roupas leves.

Nesta quarta-feira (16), a umidade do ar registrada em Barreiras é de 17%. No entanto, segundo especialistas, o recomendável para qualquer cidade é de que a umidade fique em torno de 60%. Os moradores devem manter a atenção e cuidar da saúde. A temperatura máxima para a cidade nesta quarta é de 33ºC e a mínima é de 15ºC. Na quinta (17) e sexta-feira (18), a temperatura varia entre 15ºC e 36ºC.

Já em Luís Eduardo Magalhães, também no oeste no estado, a umidade do ar registrada nesta quarta-feira é de 14%. O nível é considerado dentro dos parâmetros para declarar estado de atenção pelo Ministério da Saúde. Na cidade, a temperatura máxima nesta quarta é de 37ºC e a mínima de 19ºC. Na quinta e na sexta-feira, a temperatura em Luís Eduardo Magalhães varia entre 18ºC e 38ºC.
Por G1 BA

COM BAIXA UMIDADE DO AR, BARREIRAS, TEM AUMENTO DE CASOS DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS COM BAIXA UMIDADE DO AR, BARREIRAS, TEM AUMENTO DE CASOS DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS Revisado by CM on quarta-feira, agosto 16, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

SEJA UM OPERADOR DE COLHEITADEIRA: VAGAS LIMITADAS