Jovem diz que sobreviveu a acidente com lancha na BA ao se segurar em objetos: 'Vi corpos boiando'

"Tentei segurar em coletes, em pneus boiando", disse a estudante Juliana Nonato, de 19 anos, uma das pessoas que sobreviveram ao acidente com uma lancha, ocorrido na manhã desta quinta-feira (24), na Baía de Todos-os-Santos. Ao menos 18 pessoas morreram após a embarcação virar.
Juliana relatou o clima de tensão quando o barco virou e os passageiros caíram na água. "Eu tentei segurar em coletes, em pneus da própria embarcação, em pedaços de madeira. Aguardei o resgate e me apoiei na madeira da embarcação, que parecia estar podre porque se desfazia muito rápido na mão da gente. Vi corpos boiando, pessoas gritando, foi um desespero. Quando a gente conseguiu pegar os coletes, eles estavam amarrados e a gente não tinha como usá-los", relatou ao G1.
A jovem contou que está no segundo semestre do curso de enfermagem em uma faculdade particular de Salvador. Juliana disse que faz a travessia entre Mar Grande e Salvador em dias de semana. 


Ela mostrou algumas marcas no corpo, resultado do acident, e contou que sobreviveu porque foi retirada rapidamente da parte inferior do barco, onde estava no momento em que a embarcação virou.
"Eu estava na parte de baixo do barco. Quando a água entrou, o capitão me puxou e disse pra eu segurar na madeira que estava no mar. Ficamos umas duas horas aguardando o resgate", relatou. 

A jovem disse ainda que, antes de embarcar, pensou em desistir da viagem, mas após o pedido de uma amiga, resolveu entrar na lancha. "Todo mundo aqui fala dessa embarcação, que ela é torta e que com um vento forte ela poderia virar. Eu ia voltar, mas minha amiga pediu para eu ir e eu aceitei", disse.
Jovem diz que sobreviveu a acidente com lancha na BA ao se segurar em objetos: 'Vi corpos boiando'  Jovem diz que sobreviveu a acidente com lancha na BA ao se segurar em objetos: 'Vi corpos boiando' Revisado by CM on sexta-feira, agosto 25, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

SEJA UM OPERADOR DE COLHEITADEIRA: VAGAS LIMITADAS