Jovens dizem ter sido vítimas de boato de que transmitiriam vírus da Aids na Bahia

As garçonetes Jandira Carvalho e Livia de Araújo, de 29 e 31 anos, moradoras de Cruz das Almas, cidade a cerca de 145 km, denunciaram que uma pessoa, ainda não identificada, divulgou que o boato de que elas teriam o vírus da Aids e que estariam transmitindo a doença de propósito.

Elas procuraram a Polícia Civil em Salvador para registrar o caso. O titular do Grupo Especializado de Repressão aos Crimes por Meio Eletrônicos, João Roberto Cavadas, diz que deve ter tido um conflito de informação que impediu que o registro fosse feito em Cruz das Almas.

“Elas poderiam sim comparecer à unidade policial e fazer o registro nas cidades que elas residem”, afirma. Segundo o delegado, as jovens foram vítimas de injúria e divulgação indevida da imagem, que foi replicada na rede social.

As jovens contam que o boato começou a ser espalhado há duas semanas, em grupo no celular. Foi criada ainda uma página na internet só para divulgar o boato junto com as imagens das vítimas, que foram retiradas das redes sociais. O criminoso ainda usou os nomes delas para acusar um rapaz, colega de trabalho das duas, de ser um estuprador.

“No primeiro momento, a gente ficou sem saber o que fazer. A gente queria descobrir quem era. Pedi para um amigo meu me colocar no grupo, mas quando eu entrei o rapaz [que divulgou o boato] já tinha saído. Nesse grupo, tinham amigos nossos que nos defenderam”, diz Jandira.

Jandira e Lívia trabalham juntas. Preocupadas, as jovens chegaram a fazer testes para comprovar que não são portadoras do vírus. “Não acho justo a pessoa ficar brincando com esse tipo de coisa. Principalmente para a gente, para minha família”, reclama Lívia.
Por TV Bahia

Jovens dizem ter sido vítimas de boato de que transmitiriam vírus da Aids na Bahia  Jovens dizem ter sido vítimas de boato de que transmitiriam vírus da Aids na Bahia Revisado by CM on segunda-feira, agosto 14, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

SEJA UM OPERADOR DE COLHEITADEIRA: VAGAS LIMITADAS