Segurança Pública parabeniza a todos os soldados da Bahia

Os desafios enfrentados diariamente pelos profissionais que escolheram prestar serviços de defesa ao país não são poucos e já que nesta quinta-feira, 25, é comemorada o 'Dia do Soldado', a Secretaria da Segurança Pública (SSP) reforça a gratidão aos 17.811 mil profissionais desta patente que integram o efetivo da Polícia Militar (PMBA) e do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA).

"São eles os verdadeiros herois que enfrentam os riscos diários por escolha, arriscando as vidas para defender, zelar e preservar as vidas dos baianos", explica o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Dos 31 mil profissionais que compõem a PMBA, 17.034 são soldados, representando assim a maior parte da tropa. Com um efetivo de 2.175 bombeiros, o CBMBA conta com 777 soldados que trabalham nas buscas e resgates de pessoas em acidentes de diversas proporções, entre outras situações.

Com cinco anos de atuação no Corpo de Bombeiros, o soldado Danilo Silva Livino Rocha, 26, lotado no 13º Grupamento De Bombeiros Militar (GBM), já sonhava em atuar na carreira militar. As sinalizações das viaturas e o vermelho da farda despertou em Danilo a vontade de ser um desses homens.

"Morei parte da minha vida próximo ao 1ª GBM da Barroquinha e a cada vez que passava por lá, parava e ficava admirando aquele lugar, sempre com o pensamento de um dia estar ali. Aos 18 anos fiz o concurso e fui aprovado", conta.

Danilo, que atua como guarda-vidas no posto do Salvar na Praia do Barra Vento, na Barra, em Salvador, embora seja graduado em Engenharia Ambiental, falou sobre a escolha da atual área de atuação.

"Considero a nossa patente como o base da pirâmide do CBMBA. Nosso trabalho não é apenas salvar vidas, mas também preservá-las. Além de atuarmos com resgate, prestamos os primeiros socorros as vítimas até a chegada de uma equipe médica", explica. E reforçou que, mesmo com uma graduação, não se vê afastado das funções que cumpre. "Sou apaixonado pelo meu trabalho e feliz em saber que ele é tão importante para a sociedade," disse.

Graduada em Secretariado Executivo e pós-graduada em Gestão de Segurança Pública, a Rejane Cristina Amazonas, 38, lotada no 18º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Centro Histórico) é soldada há 14 anos. A partir dos 7 começou a ver no padrastro, PM reformado, a inspiração de um dia também se tornar uma militar.

"Eu olhava pra ele e dizia que queria ser igual, mas já que na época ainda não existiam mulheres na corporação, ele acahava que aquilo nunca seria possível. Aos 21, me inscrevi no concurso e para minha felicidade quando completei 23, ingressei para PM."

Conta que escolheu a profissão para ser o diferencial, quebrar os paradigmas de que para ingressar na corporação é necessário estar dentro de alguns padrões físicos como ainda é visto por muitos da sociedade.

"Eu atiro, dirijo viaturas, vou para operações e tenho orgulho do que faço, porque sei, que nós soldados somos o seio e o alicerce da corporação. Amo pertencer a essa patente, amo o trabalho que desenvolvo, além da certeza de que sou tão capaz quanto qualquer outro policial," , finalizou.

Assessoria de Comunicação
Secretaria da Segurança Pública da Bahia
Segurança Pública parabeniza a todos os soldados da Bahia Segurança Pública parabeniza a todos os soldados da Bahia Revisado by CM on sexta-feira, agosto 25, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

SEJA UM OPERADOR DE COLHEITADEIRA: VAGAS LIMITADAS