SERVIDORES DE BARREIRAS VOLTAM A PARAR ATIVIDADES EM PROTESTO CONTRA PROJETO QUE ALTERA ESTATUTO DA CATEGORIA

Os professores e servidores municipais de Barreiras, oeste da Bahia, param por 24 horas nesta terça-feira (15), em protesto contra o projeto de lei que altera o regulamento dos funcionários. É a segunda paralisação em uma semana. No dia 8 e 9, eles pararam as atividades por 48h.

A paralisação deixou os alunos da rede municipal sem aulas, mas foram mantidos os serviços de saúde, de acordo com o Sindicato dos Servidores Municipais (Sindsemb). Os servidores ainda protestaram na prefeitura durante a manhã e pretendem ocupar a Câmara Municipal a partir das 17h desta terça. Segundo o sindicato, o projeto de lei pode ser votado na noite desta terça-feira.

A prefeitura da cidade, no entanto, afirmou que não há previsão de quando o projeto será votado. A administração disse ainda que a Justiça autorizou o corte nos salários dos servidores parados. Também foi determinado que os servidores mantenham integralmente os serviços essenciais, incluindo a prestação dos serviços nas áreas de saúde e educação, sob pena de fixação de multa diária.

Além disso, segundo a prefeitura, a decisão ainda determina aos sindicatos que informem a todos os servidores filiados que a adesão ao movimento de paralisação poderá gerar o corte do ponto pelo dia de trabalho parado, com o consequente desconto na folha salarial.

A presidente do Sindsemb, Carmelia da Mata, afirma que o projeto, se aprovado, deverá retirar direitos garantidos pela categoria, como a progressão vertical e o benefício aos professores que trabalham com alunos especiais.
Por G1 BA

SERVIDORES DE BARREIRAS VOLTAM A PARAR ATIVIDADES EM PROTESTO CONTRA PROJETO QUE ALTERA ESTATUTO DA CATEGORIA SERVIDORES DE BARREIRAS VOLTAM A PARAR ATIVIDADES EM PROTESTO CONTRA PROJETO QUE ALTERA ESTATUTO DA CATEGORIA Revisado by CM on quarta-feira, agosto 16, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

SEJA UM OPERADOR DE COLHEITADEIRA: VAGAS LIMITADAS