Apesar de progressão na pena, hacker que clonou Marcela Temer não pode fazer faculdade - Blog Barreiras Noticias || Gbahia.com

Apesar de progressão na pena, hacker que clonou Marcela Temer não pode fazer faculdade

O pedido da defesa de Silvonei José de Jesus Souza, homem que clonou o celular da primeira-dama Marcela Temer, para que ele ingressasse na universidade foi negado pela Justiça de São Paulo. O hacker cumpre pena no presídio de Tremembé e, três dias antes, garantiu sua progressão para o regime semiaberto. 
Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, a Justiça negou o pedido ao considerar o pouco tempo passado desde a progressão, além do fim do contrato com a empresa que fornece tornozeleira eletrônica. Souza foi condenado a cinco anos de prisão por estelionato e extorsão após pedir R$ 300 mil para não vazar fotos íntimas e áudios da primeira-dama.

O caso
O hacker que clonou o celular da primeira-dama Marcela Temer foi condenado em primeira instância a 5 anos, 10 meses e 25 dias de prisão em regime fechado. A sentença foi proferida nesta segunda-feira (24) pela 30ª Vara Criminal de São Paulo. Silvonei José de Jesus Souza, de 35 anos, é acusado de pedir suborno à família de Marcela Temer para não vazar fotos íntimas e áudios. 
Ele já estava preso desde o dia 11 de maio. A denúncia indica que ele já havia recebido R$ 15 mil para não continuar com a chantagem e foi preso quando tentava obter um montante maior. O advogado do réu, Valter Bettencort Albuquerque, afirmou que vai recorrer na Justiça. [BN]
Apesar de progressão na pena, hacker que clonou Marcela Temer não pode fazer faculdade Apesar de progressão na pena, hacker que clonou Marcela Temer não pode fazer faculdade Revisado by CM on quinta-feira, setembro 28, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

BOLICHE A MELHOR OPÇÃO EM DIVERSÃO EM BARREIRAS; Strike&Cia próximo ao Cais e Porto

BOLICHE EM BARREIRAS PRÓXIMO AO CAIS , as pistas e games est ão todas funcionando. Faça sua reserva. Telefone : 77 3613-0502 | 99998-...