Kannário é processado por policial após confusão na micareta de Feira

A policial militar e estudante de Direito, Tainá Gomes, processou o vereador de Salvador, Igor Kannário (PHS), por suposta calúnia após a confusão na Micareta de Feira de Santana, informou o site bahia.ba. Segundo o Código Penal, a punição prevista para este crime é detenção, de seis meses a dois anos, e multa. 
Conforme portal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), a queixa-crime contra o edil soteropolitano começou a correr na 16ª Vara Criminal de Salvador nesta segunda-feira (2).  

Em maio deste ano, Kannário acusou a policial Tainá Gomes de agredir foliões gratuitamente na Micareta de Feira: “Ô PFem! Você é só uma PFem, eu sou mais autoridade do que você: eu sou vereador! Me respeite! Procure o seu lugar!”, disse na época. Na Câmara de Salvador, Kannário também é alvo de representação feita pela policial militar. Os vereadores, no entanto, ainda não analisaram o caso.
Kannário é processado por policial após confusão na micareta de Feira Kannário é processado por policial após confusão na micareta de Feira Revisado by CM on terça-feira, outubro 03, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

BOLICHE A MELHOR OPÇÃO EM DIVERSÃO EM BARREIRAS; Strike&Cia próximo ao Cais e Porto

BOLICHE EM BARREIRAS PRÓXIMO AO CAIS , as pistas e games estão todas funcionando. Faça sua reserva. Telefone: 77 3613-0502 | 99998-9112 ...