TROFÉU IMPRENSA OESTE 2017, DIA 23 DE NOVEMBRO ÁS 19 HORAS NO PLENÁRIO DA CÂMARA DE BARREIRAS, VOCÊ É O NOSSO CONVIDADO
Correntina: Após protesto com incêndio em fazenda no oeste da Bahia, polícia abre inquérito para apurar invasão - Blog Barreiras Noticias || Gbahia.com

Correntina: Após protesto com incêndio em fazenda no oeste da Bahia, polícia abre inquérito para apurar invasão

A Polícia Civil instaurou, nesta segunda-feira (6), um inquérito para identificar as pessoas que estavam à frente da invasão à Fazenda Rio Claro, em Correntina, no oeste da Bahia, no dia 2 de novembro. A propriedade é da empresa Lavoura e Pecuária Igarashi Ltda. O caso é investigado pelo delegado Marcelo Calçado, titular da Delegacia Territorial de Correntina. Cinco pessoas já foram ouvidas. No dia da invasão, um galpão da fazenda foi incendiado e postes derrubados.


Conforme a polícia, dezenas de agricultores e pecuaristas, que moram ao longo do Rio Arrojado, nos povoados de Praia, Arrogeando, São Manoel, entre outros da região oeste da Bahia, entraram na fazenda para protestar contra os prejuízos que as propriedades deles têm com a captação de água para o sistema de irrigação da Lavoura e Pecuária Igarashi Ltda. A maior parte dessas propriedades está a aproximadamente 40 km da nascente do rio.

A principal queixa dos ribeirinhos é quanto à diminuição do nível da água no leito do Rio Arrojado, o que se agravou após a construção de duas piscinas de 125 metros e profundidade de seis metros, para atender o sistema de irrigação da fazenda. Segundo eles, quando as bombas da fazenda são ligadas, o nível cai.

De acordo com o delegado, que já ouviu representantes da Igarashi, a empresa está legalizada e possui as licenças necessárias para captar a água do rio. Disse ainda que as pessoas que invadiram a propriedade são ligadas a pequenas associações existentes nos povoados ao longo do Arrojado, criadas para ordenar uso e cultivo de pastagens na região.

Por meio de nota, a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) lamentou o ato e o apontou como vandalismo. Disse ainda que a entidade entende como legítima manifestações pacificas que não infrijam a legislação penal vigente com atos de invasão e depredação de patrimônio, sejam eles público ou privado.

A Abapa informou também que de 2,2 milhões de área plantada, 160 mil são irrigados, o que corresponde a 8% do total.

Barreiras Notícias/G1 BA
Correntina: Após protesto com incêndio em fazenda no oeste da Bahia, polícia abre inquérito para apurar invasão Correntina: Após protesto com incêndio em fazenda no oeste da Bahia, polícia abre inquérito para apurar invasão Revisado by Oeste Politica on segunda-feira, novembro 06, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

BOLICHE A MELHOR OPÇÃO EM DIVERSÃO EM BARREIRAS; Strike&Cia próximo ao Cais e Porto

BOLICHE EM BARREIRAS PRÓXIMO AO CAIS , as pistas e games est ão todas funcionando. Faça sua reserva. Telefone : 77 3613-0502 | 99998-...