TROFÉU IMPRENSA OESTE 2017, DIA 23 DE NOVEMBRO ÁS 19 HORAS NO PLENÁRIO DA CÂMARA DE BARREIRAS, VOCÊ É O NOSSO CONVIDADO
“Quando chove, saio correndo”: o drama de um jovem alérgico a água - Blog Barreiras Noticias || Gbahia.com

“Quando chove, saio correndo”: o drama de um jovem alérgico a água


Quando o tempo está se fechando, e a chuva ameaça cair, ele já fica preocupado. Não é nenhuma mania esquisita. É trauma mesmo. David de Souza Junior, 21 anos, tem alergia a água. "Quando estou na rua e começa a chover, saio correndo, me escondo", conta o universitário e morador de Vitória.

Esse tipo de alergia é raro, mas existe. "É a chamada urticária aquagênica. O contato da água com a pele faz empolar", explica a alergista Faradiba Sarquis Serpa. Urticária é uma reação não contagiosa em que a pessoa fica com o corpo coberto com manchas avermelhadas, que coçam bastante.

De cara, a pergunta que vem à mente é: mas como ele faz para tomar banho? Realmente, David não pode se dar ao luxo de se refrescar demoradamente debaixo do chuveiro em um dia de calor. "Meus banhos duram três, cinco minutos no máximo", conta o jovem.

É assim desde que David descobriu a alergia, há dois anos. "No início, era mais grave. Ficava todo empolado, inchado, com muita coceira. Às vezes, ia dormir chorando, de tanto que ardia. Cheguei a ficar sem tomar banho um dia ou outro", relata.

Dar aquele delicioso mergulho no mar ou na piscina, nunca mais. "Eu gostava de ir ao clube. Mas não posso mais. O médico disse que se eu tiver contato com muita água assim posso até morrer".
E, sim, ele pode beber água normalmente. O problema só ocorre quando a água entra em contato com a pele do alérgico por muito tempo.

ORIGEM

David não sabe ao certo como a alergia começou, mas acha que ela pode ter sido desencadeada por um antibiótico que tomou, no final de 2015, por conta de uma virose. "Era um remédio à base de azitromicina. A alergista diz que isso pode ter desencadeado a alergia", diz.

Ele até suspeita que tenha nascido com a doença. "Quando eu era criança, ficava com umas manchas vermelhas no corpo depois do banho. Mas como não coçava, achava normal".

As primeiras crises foram piores. Hoje, ele consegue controlar a alergia sem remédios, só com a mudança de hábito mesmo e certas precauções.

Por exemplo, evita transpirar muito. "Quando eu suo muito durante o dia e depois entro no banho, a reação é pior. Empola mais, coça. Procuro me secar perto de um ventilador até para evitar a ardência", relata o universitário.

PIADINHAS

O rapaz confessa que já se acostumou a viver assim: "Tento aguentar, evito me coçar". O que não consegue evitar são as piadinhas sobre o problema de saúde dele: "Quando me veem correndo da chuva, dizem: 'Você é de açúcar?'", conta ele, que diz aceitar as brincadeiras numa boa.

A alergia a água é tão incomum que alguns cientistas até nem a consideram uma alergia propriamente dita, e sim uma reação imunológica do organismo. Fato é que essa não é a única alergia rara. "Os agentes físicos podem desencadear reações alérgicas: a água, o frio, o calor...", diz a alergista Faradiba Sarquis Serpa.

A alergia ao sol, aliás, é mais comum do que se pensa. Pode afetar um quinto da população mundial, de acordo com a dermatologista Patrícia Friço. “Geralmente, atinge pessoas de pele mais branca, com idades entre 20 e 35 anos. É mais raro de acontecer em crianças”, aponta.

E se o inverno desagrada muita gente, imagina para quem se enche de erupções na pele toda vez que dá um mergulho no mar gelado. De acordo com a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia, 0,05% da população sofre com alergia ao frio.

A lista de alergias raras é bem curiosa. Há quem tenha, por exemplo, alergia a ondas eletromagnéticas. Ou seja, a pessoa não pode passar perto de uma rede Wi-Fi ou esquentar uma comida no micro-ondas.

Aconteceu com um DJ britânico chamado Steve Miller, que desenvolveu esse distúrbio . O caso foi contado pelo jornal The Sun. Por causa da alergia, o homem era obrigado a andar com um detector de Wi-Fi e a viver em uma casa isolada com paredes protetoras de ondas eletromagnéticas.

Confira a lista de com os tipos de alergia mais estranhos do mundo:

1 - Alergia a água
2 - Alergia a sol
3 - Alergia ao frio
4 - Alergia a tecidos, roupas íntimas
5 - Alergia a ondas eletromagnéticas
6 - Alergia a sêmen
7 - Alergia ao suor
8 - Alergia a moedas
9 - Alergia a madeira
10 - Alergia a exercício




“Quando chove, saio correndo”: o drama de um jovem alérgico a água  “Quando chove, saio correndo”: o drama de um jovem alérgico a água Revisado by CM on segunda-feira, novembro 06, 2017 Classificação: 5

Postagem em destaque

BOLICHE A MELHOR OPÇÃO EM DIVERSÃO EM BARREIRAS; Strike&Cia próximo ao Cais e Porto

BOLICHE EM BARREIRAS PRÓXIMO AO CAIS , as pistas e games est ão todas funcionando. Faça sua reserva. Telefone : 77 3613-0502 | 99998-...