Embasa discute desafios do saneamento em evento preparatório do 8º Fórum Mundial da Água - Blog Barreiras Noticias || O Vlog do oeste da Bahia

Embasa discute desafios do saneamento em evento preparatório do 8º Fórum Mundial da Água

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) participou, no dia 2 de março, no Centro de Eventos do SENAI CIMATEC, em Salvador, da última edição do “Rumo a Brasília 2018”, evento preparatório para o 8º Fórum Mundial da Água que, neste ano, será sediado em Brasília.  Na ocasião, o presidente da Embasa, Rogério Cedraz, atuou como mediador do painel “Desafios do saneamento”, que contou com a participação de representantes da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Agência Reguladora de Saneamento Básico do Ceará (ARCE), Companhia de Engenharia Rural da Bahia (Cerb) e do projeto Palmas da Vida.

Rogério discutiu os principais desafios para a universalização do saneamento do País, entre os quais a diminuição dos recursos disponíveis para o setor ocorrida nos últimos anos. “A demanda é gigantesca. Houve um enxugamento dos recursos, em especial aqueles não onerosos, realidade que, cada vez mais, pressiona a tarifa, que precisa arcar com subsídios e o custeio dos serviços. O desafio é encontrar uma equação entre a necessidade dos investimentos para o atendimento das demandas da população e os valores das tarifas”, explicou. Segundo dados do Instituto Trata Brasil, são mais de 35 milhões de brasileiros sem acesso ao serviço de abastecimento com água tratada e mais de 100 milhões sem contar com o serviço de destinação adequada do esgoto doméstico.

Mário Monteiro, coordenador Econômico-Tarifário da Agência Reguladora de Saneamento Básico do Ceará (ARCE), apresentou os resultados e as dificuldades do processo de elaboração dos planos municipais de saneamento no Ceará, onde metade dos 184 municípios já elaborou os seus planos. “É um sucesso relativo, pois os planos concluídos não correspondem à realidade financeira da Cagece. Outro problema é que a gestão do saneamento também sofre com um problema que é comum no Brasil, que é a falta de continuidade administrativa. A sociedade não assume os planos como sendo algo para ela”, provocou.

Já o diretor da Unidade de Negócios do Interior da Cagece, Hélder Cortez, abordou o bem-sucedido modelo de saneamento rural desenvolvido pela empresa no Ceará, baseado no empoderamento das comunidades, capacidade técnica para gerir os sistemas implantados e sustentabilidade social.  “Com o engajamento dos técnicos da empresa, conseguimos investimentos de empresas como Coca-Cola, Ambev, além de empréstimos do Banco do Nordeste. Nosso modelo de sisais centrais é o melhor do Brasil e o 2º melhor do mundo, perdendo apenas para o de Tailândia”, contou. O modelo deve ser aplicado em toda a Região Nordeste. O painel mediado pelo presidente da Embasa contou, também, com a participação do presidente da Cerb, Marcos Bulhões, e da estudante Emanolla de Oliveira, que apresentou o projeto Palmas da Vida, que faz o reúso das águas servidas em uma escola pública do município Meijó Izidoro, no semi-árido alagoano, para irrigação e produção de palmas destinadas ao gado da região.

Outros painéis

 O painel de abertura, no qual foram apresentados os pilares temáticos do 8º Fórum Mundial da Água, contou com a participação do vice-governador da Bahia, João Felipe de Souza Leão; do senador Roberto Muniz; do presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Rodrigo Sergio Dias; e de representantes do 8º Fórum. O compartilhamento, os usos múltiplos da água e seus conflitos  foi o tema da mesa de debate entre Cássio Peixoto, Secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento da Bahia (SIHS/BA); Sergio Ayrimoraes, superintendente de Planejamento de Recursos Hídricos da Agência Nacional de Águas (ANA); Alexei Portela, vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB); Humberto Miranda Oliveira, da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (FAEB); Luis Edmundo Prado de Campos, presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA/BA); e José Geraldo dos Reis Santos, secretário de Meio Ambiente da Bahia (SEMA/BA).

8º Fórum Mundial da Água / 8th World Water Forum

Brasília 18 a 23 de março de 2018

Debates: Centro de Convenções Ulysses Guimarães Vila Cidadã: Estádio Nacional Mané Garrincha.
Embasa discute desafios do saneamento em evento preparatório do 8º Fórum Mundial da Água Embasa discute desafios do saneamento em evento preparatório do 8º Fórum Mundial da Água Revisado by CM on quarta-feira, março 07, 2018 Classificação: 5

Postagem em destaque

VIDRAÇARIA GLÓRIA - FAÇA SEU ORÇAMENTO SEM COMPROMISSO

Aqui na Vidraçaria Glória você tem preços promocionais todos os dias, o grande diferencial da Vidraçaria Glória é que você pode fazer o...