Aiatolá Khamenei pede união de países muçulmanos para “derrotar Israel” - Blog Barreiras Noticias || O Vlog do oeste da Bahia

Aiatolá Khamenei pede união de países muçulmanos para “derrotar Israel”

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, pediu na noite desta quarta-feira, 4, que os países muçulmanos se unam para derrotar Israel. “Com uma luta intensa e planejada, eles deveriam repelir o inimigo até o ponto da aniquilação, através de uma ação estratégica e forte”, disse em uma carta dirigida ao líder da organização palestina Hamas, Ismail Haniyeh, publicada em seu site pessoal.

Para Khamenei, é necessária a “intensificação na luta contra o regime sionista”, como chama Israel, e classificou qualquer negociação com este país de “erro imperdoável” e prejudicial para a causa palestina. Mesmo sem citar nomes, a declaração é vista com uma resposta ao príncipe herdeiro da Arábia Saudita, que defendeu o direito dos israelenses em viver em paz em suas próprias terras.

O líder supremo – que controla ao mesmo tempo as questões políticas e religiosas do Irã – escreveu ainda: “Reiteramos nossa posição perpétua da República Islâmica Iraniana em relação à questão da Palestina”.

Insistiu ainda que “a resistência é a única forma de liberar a Palestina oprimida”, reiterando que o apoio a essa causa era “um dever religioso”.
Horas mais tarde usou o Twitter para mais declarações sobre o assunto. “A questão da Palestina está no topo da agenda internacional do islã em face da frente arrogante”, conclamou.

O discurso de Khamenei não é novidade, mas reforça a divisão existente entre os principais ramos do islamismo. A Arábia Saudita (sunita) disputa o poder no Oriente Médio com o Irã (xiita). Teerã e Riad apoiam lados opostos nos conflitos no Iêmen e na Síria, além de grupos políticos rivais no Iraque e no Líbano.
Em outra carta aberta ao Hamas, tinha dito que havia “conspiração e hipocrisia de alguns países árabes, seguindo o Grande Satã (EUA)”.

Além das críticas externas, o Irã está agindo politicamente. Após os conflitos das forças israelenses com os palestinos que tentavam invadir a fronteira, deixando 18 mortos, o ministro iraniano de Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, denunciou perante as Nações Unidas e o Movimento de países Não-Alinhados o que chama de “crimes perpetrados por Israel contra Gaza”. Com informações YNet News


Aiatolá Khamenei pede união de países muçulmanos para “derrotar Israel” Aiatolá Khamenei pede união de países muçulmanos para “derrotar Israel” Revisado by CM on quinta-feira, abril 05, 2018 Classificação: 5

Postagem em destaque

SÃO DESIDÉRIO FEST 2018