Bahia ganha Comissão da Cadeia Produtiva do Leite - Blog Barreiras Noticias || O Oeste da Bahia passa por aqui

Bahia ganha Comissão da Cadeia Produtiva do Leite


A Comissão Baiana da Cadeia Produtiva do Leite foi criada nesta terça-feira, 10, em reunião realizada na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia, em Salvador. Os trabalhos vão sercoordenados pelo Sistema FAEB/SENAR, com participação de representantes do governo do Estado, setor produtivo, universidades, entidades de classe e instituições privadas ligadas ao agro. “A criação do grupo foi uma proposta do Sistema FAEB, pelo enorme potencial que a atividade possui. A pecuária de leite é muito importante para o estado e tem um futuro promissor, já que está presente em praticamente todos os municípios baianos”, ressaltou o presidente da FAEB, Humberto Miranda.


Ele destacou ainda que essa Comissão vem para suprir uma demanda antiga do segmento. “Em nossas caminhadas pelo interior do estado, ouvimos muitas cobranças em relação a políticas públicas, organização dos criadores em associações e cooperativas, assistência técnica e extensão rural, principalmente para os pequenos produtores, que são maioria nesta cadeia. A ideia é mudar essa realidade”, explicou.

Produzir mais e melhor - O objetivo principal da Comissão é tornar a Bahia autossuficiente na produção de leite (atualmente há um déficit de 1,3 bilhão de litros por ano para consumo interno da população). A meta também é promover a modernização gerencial e tecnológica da cadeia, incentivar o cooperativismo, o empreendedorismo e fortalecer a integração econômica e produtiva do leite. Dessa maneira, será possível aumentar a geração de emprego e renda, promovendo a fixação do homem no campo.

A Bahia tem o sétimo maior rebanho de vacas ordenhadas do Brasil (880 mil vacas) e produz 858 milhões de litros de leite/ano, o que é equivalente a 2,55% da produção nacional. O estado é o maior produtor de leite do Nordeste, com 22,8% de participação regional. No entanto, ainda apresenta produtividade de vaca por lactação de 975 litros vaca/ano, número inferior em comparação aos estados do Ceará, Sergipe, Alagoas e Pernambuco (a média nordestina é de 1076 litros por vaca/ano).

O Secretário de Desenvolvimento Rural da Bahia (SDR), Jerônimo Rodrigues, pontuou que a comissão tem um papel fundamental de articular, unificar e fortalecer o segmento. “É satisfatório ver a cadeia do leite como pauta de um arranjo tão forte. A Faeb desempenha um papel importante quando convida os diversos sujeitos para sentar e se debruçar sobre isso”.

Durante a reunião foram eleitos os representantes titulares da Comissão. Para secretário executivo, o médico veterinário Luiz Sande; vice-presidente, o superintendente da Suaf/SDR, Marcelo Matos; e para a presidência, o médico veterinário Francisco Peltier, que também é presidente da Associação Girolando, conselheiro da Abraleite e produtor de leite há mais de 30 anos. “A produção leiteira semprefoi uma paixão para mim e vou exercer essa função com a maior eficiência possível. Temos aqui um grupo forte e com a sinergia necessária para buscar ideias e propostasnovas para manter viva a atividade”, declarou Peltier.

Também fazem parte da Comissão o Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae-BA); Sindicato das Indústrias de Laticínios e Produtos Derivados do Leite do Estado da Bahia (Sindileite); Secretaria da Agricultura e Pecuária da Bahia (Seagri); Secretaria do Planejamento da Bahia (Seplan); Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR); Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab); Companhia Nacional de Abastecimento (Conab); Associação Baiana dosSupermercados (Abase); Associação Brasileira dos Criadores de Girolando; Bahia Leite; Associação dos Criadores de Gado do Oeste da Bahia (Acrioeste); Universidade Federal da Bahia (Ufba); Associação Brasileira dos Produtores de Leite (Abraleite); e Sindi-BA.

Hoje, participaram da reunião, o diretor da Ufba, Antônio Lisboa Filho; o superintendente de Desenvolvimento da Agropecuária da Seagri, Adriano de Sá Bouzas; o coordenador de Projetos Especiais da Seplan, Antônio Alberto Valença; o diretor do Sebrae, Franklin Santos; o superintendente da Conab, Franklin José Gomes; o diretor da Sindi, Paulo Pinto Moreira; presidente da Bahia Leite, Danilo Reis; o conselheiro da Abraleite, Joaquim Souto; o superintendente da Abase, Mauro Rocha; o diretor de Inspeção da Adab, Willadesmon Santos da Silva; o gerente da Conab, Marcelo Ribeiro; o especialista da Cadeia da Bovinocultura de Leite Projeto Bahia Produtiva da CAR, José Antônio Araújo; o técnico da Seplan, Ramiro Passos; o gerente de Programas do Senar Bahia, Carlos Rio; da Faeb: o vice-presidente, Guilherme Moura; o vice-presidente Administrativo e Financeiro, Edson Diogo Moniz; e o assessor Jurídico, Carlos Bahia, além de coordenadores e técnicos do Sistema FAEB/SENAR.

Barreiras Notícias / Ascom Sistema Faeb
Bahia ganha Comissão da Cadeia Produtiva do Leite Bahia ganha Comissão da Cadeia Produtiva do Leite Revisado by Oeste Politica on quarta-feira, abril 11, 2018 Classificação: 5

Postagem em destaque

VIDRAÇARIA GLÓRIA - FAÇA SEU ORÇAMENTO SEM COMPROMISSO

Aqui na Vidraçaria Glória você tem preços promocionais todos os dias, o grande diferencial da Vidraçaria Glória é que você pode fazer o...