Cresce número de universidades brasileiras em ranking internacional - Blog Barreiras Noticias || O Vlog do oeste da Bahia

Cresce número de universidades brasileiras em ranking internacional

O ranking internacional Times Higher Education (THE) de Universidades Emergentes apontou que o Brasil é o terceiro país mais representado no ranking, atrás apenas da China e da Índia. Trinta e duas universidades brasileiras estão entre as 350 instituições avaliadas. Em números absolutos, houve crescimento da presença brasileira ante 2017, quando houve 25 instituições entre as 300 avaliadas. Em termos percentuais, o Brasil representa em 2018 9,3% do total, um crescimento de 8% em relação ao ano anterior. O norte é a única região que não tem universidades inclusas. O sudeste tem treze universidades, seguido pelo sul (12), nordeste (3) e o centro-oeste (2). 

Nas respectivas regiões, os destaques foram para a Universidade de São Paulo (USP), Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Universidade de Brasília (UnB) e, em posições empatadas, a Universidade Federal do Ceará (UFC) e Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). “O Brasil manteve o status de terceiro país mais representado, mas praticamente todas as suas universidades perderam posições devido, principalmente, à turbulência econômica e política do país”, afirma a organização. 

Apesar de ter caído uma em relação ao ano anterior, a Universidade de São Paulo (USP) é a universidade brasileira mais bem posicionada, em 14ª lugar.  Completam a lista das cinco melhores colocadas do país a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e Universidade Federal de Itajubá (Unifei), situada em Minas Gerais. Agora na sua quinta edição, o Times Higher Education (THE) de Universidades considera 13 indicadores para classificar as instituições, entre eles os critérios de ensino, pesquisa, transferência de conhecimento e internacionalização. Há, no entanto, um reajuste dos critérios para refletir as prioridades de desenvolvimento nas economias emergentes.

Universidades na mira do SISU e dos Vestibulares

Como grande parte das universidades são da rede pública de ensino, o Sistema de Seleção Unificada (SISU) está entre as principais formas de ingresso na graduação, em paralelo com vestibular tradicional. A nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) também é adotada como critério de seleção em cursos específicos além de ser essencial para a participação no SISU. Estudantes ainda podem fazer a inscrição no ENEM até o dia 18 de maio. Entre as instituições de ensino privadas, existem formas de ingresso diferentes na graduação. Adotando critério de renda para a seleção, estão o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) e o Programa Universidade para Todos (ProUni). Já as bolsas de estudo do Educa Mais Brasil, que disponibilizam até 70% de desconto, não adotam critérios de renda. São mais de 240 mil bolsas ofertadas para o ensino superior em todo o país.

Conheça todas as universidades brasileiras ranqueadas

14ª - Universidade de São Paulo (USP)

33ª - Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

61ª - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

92ª - Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

98ª - Universidade Federal de Itajubá (Unifei)

131ª - Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

150ª - Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

153ª - Universidade Federal do ABC (UFABC)

162ª - Universidade Estadual Paulista (Unesp)

191ª -  Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) Rio Grande do Sul

201-250ª

Universidade de Brasília (UnB)

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

251-300ª

Universidade Federal do Ceará (UFC)

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

301-350ª

Universidade Federal de Goiás (UFG)

Universidade Federal de Lavras (Ufla)

Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop)

Universidade Federal de Pelotas (Ufpel)

Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) -

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Universidade Federal Fluminense (UFF)

Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj)

Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos)

351+

Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)
Cresce número de universidades brasileiras em ranking internacional Cresce número de universidades brasileiras em ranking internacional Revisado by Oeste Politica on terça-feira, maio 15, 2018 Classificação: 5

Postagem em destaque

Benefícios do Mel

Além de ser utilizado como adoçante natural, o mel também pode ser usado para fortalecer o sistema imunológico, melhorar a capacidade dig...