quarta-feira, agosto 29, 2018

Partido de Daciolo se movimenta para recuperar eleitor cristão de Marina Silva na BA

A aliança entre a Rede e o Patriota na Bahia (saiba mais aqui) é vista pelo partido de Marina Silva (Rede), no estado, como uma boa oportunidade para a candidata recuperar os votos perdidos dentro do eleitorado evangélico nos últimos anos. Um levantamento publicado nesta segunda-feira (27) pelo jornal Folha de S.Paulo mostrou que Marina perdeu força nas intenções de voto do segmento em relação a 2014 (veja aqui). Entre as razões para a queda estão os recentes posicionamentos da candidata sobre um plebiscito para decidir a legalização do aborto (lembre aqui)

Para reverter a situação da candidata evangélica com os próprios evangélicos, o melhor amigo da Rede na Bahia tem sido o deputado federal Erivelton Santana (Patriota). Mesmo tendo Cabo Daciolo (Patriota) como o candidato da sua legenda à Presidência da República, o parlamentar baiano vêm pregando o nome da adversária em diferentes segmentos evangélicos pelo estado. 

Com voto cativo da Assembleia de Deus, Erivelton se dedica atualmente a atrair outras congregações, como a Batista e a Quadrangular, para Marina Silva. O deputado candidato à reeleição conseguiu por meio de um acordo com a executiva nacional do seu partido  apoiar Marina ao invés de Daciolo (lembre aqui). 

EVANGELIZAÇÃO
 
Apesar do Patriota baiano ter confirmado em ata da convenção a obrigação da legenda apoiar Marina, isso não fez os votos evangélicos do partido automaticamente irem para a Rede. 

De acordo com Roandreson Santana, secretário executivo do Patriota-BA, mesmo que os 59 candidatos a deputado federal e 80 candidatos a deputado estadual da legenda declarem voto para Marina, a decisão final do destino do voto das igrejas depende do que deliberar os conselhos de cada congregação e, para convencê-los, é necessário um trabalho de “evangelização” pela candidata. 

“A gente enxerga dentro do Patriota que o enfraquecimento de Marina com os evangélicos vem de uma falta de interpretação de como a candidata se posiciona. Marina em nenhum momento abre mão da sua fé, mas é interpretada desta forma por alguns líderes do segmento quando abre alternativas”, comentou Santana. “Esperamos a confirmação de Marina na Bahia para tentar a aproximação da candidata com os líderes de cada segmento evangélico”, completou o secretário em referência a candidata falar sobre um plebiscito para a legalização do aborto. 

Com boas chances de crescer na corrida presidencial em cenários sem Luiz Inácio Lula da Silva (entenda aqui), Marina pode começar a orar pela peregrinação na Bahia do Patriota se converter em dádiva. 

Curta nossa Fan-Page

Postagem em destaque

Veja dica: COMO EVITAR ASSALTO NO SEU NEGOCIO OU COMERCIO

Resumindo com o uso da Maquininha você diminui o contato direto com dinheiro, o que resulta em mais segurança para o seu financeiro. ...