sexta-feira, dezembro 21, 2018

Barreiras: UFOB inaugura sede do Centro de Referência em Recuperação de Áreas Degradadas

Após uma década de trabalho, entre planejamento e captação de recursos, a sede do Centro de Referência em Recuperação de Áreas Degradadas (CRAD) da UFOB foi inaugurada nesta quinta-feira (20), no Campus Reitor Edgard Santos, em Barreiras. Sob o sol forte do cerrado baiano, a cerimônia contou com a presença da Reitora, professora Iracema Veloso, de pró-reitores, diretores de Centros, docentes, técnicos administrativos, estudantes, dos representantes da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf ), Antônio José do Carmo e Edson Rodrigues Marques Júnior, e da Aiba, Eneas Porto e Jonathas Alves.


Uma das idealizadoras do equipamento, professora Luci Ribeiro fez um discurso emocionado, onde agradeceu o apoio da Universidade, da Codesvasf e da Secretaria do Meio Ambiente da Bahia (Sema). “Hoje concretizamos um sonho que se iniciou há dez anos. Agradeço o apoio de todos envolvidos nesse projeto, que é de extrema importância, tanto para a pesquisa acadêmica como para o desenvolvimento sustentável da região”.

No espaço, serão desenvolvidos modelos demonstrativos de recuperação de áreas degradadas, oferecendo acesso tanto a estudantes – de graduação e pós – quanto para os produtores rurais interessados na recuperação de Áreas de Preservação Permanente e Reservas Legais.

Em sua fala, a professora Iracema Veloso reafirmou a importância do CRAD para o desenvolvimento de pesquisas e novos estudos na área de reflorestamento. “As atividades que serão realizadas nessa estrutura têm vínculo próximo com o Programa de Pós-graduação em Ciências Ambientais. Além de capacitar estudantes, tem ainda uma relação direta com educação ambiental de produtores rurais e comunidade em geral, por meio das cartilhas técnicas desenvolvidas pelo Centro, que conscientizam e orientam sobre essa questão da preservação”.

CRAD

Atende a proprietários rurais, técnicos em Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), pesquisadores, representantes de instituições governamentais e da sociedade civil organizada que desenvolvem ações de implementação do Programa de Revitalização da Bacia do São Francisco.

O prédio foi batizado com o nome do professor Paulo Yoshio Kageyama, do Departamento de Ciências Florestais (Esalq/USP), morto em 2016, fará parte do Projeto Cerrado, que já desenvolve pesquisas e ações de recuperação florestal nos municípios do Oeste da Bahia.

Infraestrutura

Construído com recursos repassados pelo Ministério da Integração Nacional, por meio da Codevasf, no valor de R$ 993.682,26. A estrutura contempla sala multifuncional, área administrativa, sala para triagem de material, laboratório, sala de pesquisa, câmara fria, almoxarifado, sanitários, vestiários e copa. A área total construída é de aproximadamente 430 metros quadrados.

Barreiras Notícias / UFOB

Curta nossa Fan-Page

Postagem em destaque

Veja dica: COMO EVITAR ASSALTO NO SEU NEGOCIO OU COMERCIO

Resumindo com o uso da Maquininha você diminui o contato direto com dinheiro, o que resulta em mais segurança para o seu financeiro. ...