Mãe e filha mortas em SP foram vítimas de “raio do céu azul”

A mãe e a filha que morreram na noite da terça-feira (8) em Registro, no Vale do Ribeira, foram atingidas por fenômeno raro conhecido como “raio do céu azul”
.  No momento do acidente, o céu estava ensolarado e sem sinal de chuva. Mesmo assim ambas foram atingidas pela forte descarga elétrica.

A dona de casa Lucileia Barbosa da Silva, de 40 anos, e a filha Thais Mayme Oyama, de 11, colhiam frutas no pomar do sítio da família. O marido de Lucileia e pai de Thais, Akio Oyama, de 47 anos, estava próximo, mas saiu ileso.

De acordo com o Elat (Grupo de Eletricidade Atmosférica) do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas espaciais), o “raio do céu azul” é extremamente raro, pois a descarga elétrica acontece de forma horizontal, saindo da tempestade antes de tocar o solo. Ele pode atingir pessoas a quilômetros de distância de onde está chovendo.

Ainda segundo o instituto, são necessárias condições climáticas específicas para que esse fenômeno aconteça como, por exemplo, nuvens de grandes extensões horizontais. A chance de um de “raio de céu azul acontecer” é menos de 1%.

Visualmente é impossível prever uma descarga elétrica desse tipo. “O ideal é buscar um abrigo seguro a partir do instante em que se escuta o barulho de um trovão independente do céu estar claro ou escuro”, explica Osmar Pinto Júnior, diretor do Elat.

 R7
Mãe e filha mortas em SP foram vítimas de “raio do céu azul”  Mãe e filha mortas em SP foram vítimas de “raio do céu azul” Reviewed by CM on sexta-feira, janeiro 11, 2019 Rating: 5

Postagem em destaque

ACABE COM A INADIMPLÊNCIA DA SUA EMPRESA