LEM
RIACHÃO DAS NEVES
Idosa morre por infarto e filho acusa médico do Samu de negligência após ele sugerir que mulher poderia estar bêbada ~ Blog Barreiras Noticias || O Vlog do oeste da Bahia

sexta-feira, fevereiro 08, 2019

Idosa morre por infarto e filho acusa médico do Samu de negligência após ele sugerir que mulher poderia estar bêbada


O cabeleireiro Jocevaldo Ferreira Soares, de 51 anos, morador do bairro de Massaranduba, em Salvador, perdeu a mãe no dia 19 de janeiro, vítima de um infarto, e acusa um médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de negligência, por ele não ter enviado uma ambulância para socorrer a mulher quando ela passou mal em casa.
Além disso, enquanto falava com Jocevaldo no telefone, quando ele ligou para pedir socorro para a mãe, o médico sugeriu que a idosa poderia estar bêbada.

 Jocevaldo gravou com o celular a ligação que fez para o Samu no dia em que a mãe, Dulce Ferreira do Sacramento, precisou de ajuda. Ele afirmou que já contratou um advogado e que vai levar o caso ao Ministério Público. [Assista acima vídeo que mostra o áudio da ligação]

Dulce morava com a filha mais velha em um prédio no final de linha de Massaranduba -- os outros três filhos dela, dois homens e uma mulher, também moram no mesmo imóvel, em apartamentos diferentes.

Quando Dulce desmaiou em casa, a filha mais velha chamou os irmãos, entre eles Jocevaldo.

“Ela estava na casa dela quando começou a passar mal, por volta das 6h. Meu irmão chegou aqui em casa desesperado para falar que ela tinha desmaiado. Ela estava desfalecendo e eu peguei o celular e liguei para o Samu. Meu celular tem o aplicativo que grava todas as chamadas. No final de cada uma eu decido se salvo ou não. Quando ele [o médico] criou a dificuldade para prestar atendimento para minha mãe, chegando a dizer que ela estava bêbada, eu decidi salvar o áudio no final”, afirmou.

No áudio gravado da ligação, que tem pouco mais de 6 minutos, Jocevaldo primeiro conversa com uma atendente do Samu e explica a situação. Em seguida a atendente passa a ligação para o médico, que se identificou como Vítor.

“Ele começou a fazer perguntas repetidas, e eu disse que minha mãe precisava de urgência. Ele se exaltou, sugeriu que minha mãe pudesse estar bêbada e disse que se eu continuasse nervosinho que não iria mandar nenhuma ambulância, como realmente não mandou, como se ele fosse o dono da Samu. devido à falta de atitude dele, a falta de equilíbrio, até pensei que ele não seria um médico de verdade, porque um médico é mais preparado para atender um paciente”, afirmou.
Por G1 BA

Curta nossa Fan-Page