Carros oficiais de senadores percorrem distância para chegar à Lua e custam R$ 6,5 milhões

Os carros oficiais de senadores – uma das mordomias mais tradicionais em Brasília – custam cerca de R$ 6,5 milhões por ano aos cofres públicos. Um total de R$ 54 milhões nos oito anos de mandato.
Nos três primeiros meses da atual legislatura, já percorreram distância suficiente para ir até a Lua – 360 mil quilômetros. Os três veículos do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), já andaram 12,4 mil quilômetros – o equivalente a cinco viagens a Macapá.

Os carros “chapa branca”, modelo Sentra, são utilizados para quase tudo, desde o transporte do senador ao Congresso Nacional, ao aeroporto, a audiências em ministérios, até o deslocamento de assessores do gabinete a órgãos públicos ou mesmo para buscar prefeitos no aeroporto. Alguns também usam o carro nos finais de semana, em eventos oficiais. O deslocamento não pode ultrapassar os 100 km a partir do Congresso, o que inclui cidades satélites e do entorno do Distrito Federal.

A campeã na utilização dos carros oficiais de senadores é Leila Barros (PSD-DF), que se elegeu com o nome de Leila do Vôlei, com 9,5 mil quilômetros percorridos. São 144 por dia. O carro é usado para o seu deslocamento ao Senado e em agendas no DF, mas também fica disponível para serviços do gabinete. Como a senadora abriu mão da verba indenizatória, que permitiria o aluguel de carros, o veículo oficial faz todos os serviços do gabinete. Nos finais de semana e feriados, ainda é utilizado para participação da senadora em compromissos oficiais. O gasto com gasolina em três meses chegou a R$ 3,8 mil.

Presidente com três carros

Como presidente do Senado, Alcolumbre tem direito a dois carros de representação, modelo Azera, 3.0. Um é utilizado pelo presidente e outro pela escolta da Polícia do Senado. Ele conta, ainda, com outro veículo igual ao disponibilizados aos demais senadores, para atendimento do gabinete da Presidência. Cada um dos três automóveis anda, em média, 63 quilômetros por dia. Já consumiram R$ 6,4 mil de gasolina. O aluguel de cada Azera custa R$ 6,8 mil por mês, enquanto o Sentra fica por R$ 3,2 mil.
Mesmo cumprindo pena de prisão no presídio da Papuda, no regime semiaberto, o senador Acir Gurgacz (PDT-RO) contou com o carro oficial de fevereiro a abril. O senador chegava cedo ao Congresso e participava de todas as atividades parlamentares. Debatia e votava projetos de lei nas comissões e no plenário. Às 18h dirigia-se ao presídio, onde dormia. A pena passou para o regime aberto em maio.

O carro disponibilizado a Gurgacz percorreu 4,3 mil quilômetros nos três meses, uma média de 65 quilômetros por dia. Segundo afirmou a sua assessoria, o carro era utilizado pelo senador e por servidores em serviços do gabinete, mas não para os deslocamentos até a Papuda.

Quanto custa a mordomia dos carros oficiais de senadores

O contrato de locação para carros oficiais de senadores prevê a disponibilidade de 83 Sentra e dois Azera, no valor total de R$ 3,35 milhões por ano. O diretor-geral e o secretário-geral da Mesa Diretora também contam com a mordomia. Como seis senadores renunciaram ao direito, o Senado paga pela utilização de 77 veículos, a um custo anual de R$ 3,1 milhões.

Abriram mão da regalia os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Confúcio Moura (MDB-RR), Eduardo Girão (PODE-CE), Jorge Kajuru (PSB-GO) e Reguffe (DF), sem partido. O veículo à disposição do senador Vanderlan Cardoso (PP-GO) não foi utilizado. Encontra-se recolhido no Serviço de Transporte desde o início do mês de fevereiro, informou a Direção do Senado: “A devolução não foi formalizada pelo gabinete, mas já foi solicitada pelo Senado.

Barreiras Notícias  /  Gazeta do Povo
Carros oficiais de senadores percorrem distância para chegar à Lua e custam R$ 6,5 milhões Carros oficiais de senadores percorrem distância para chegar à Lua e custam R$ 6,5 milhões Reviewed by Oeste Politica on terça-feira, junho 25, 2019 Rating: 5

Postagem em destaque

Riachão das Neves: Festa de Sant’Ana foi linda.

A Festa de Sant’Ana foi linda. O público viveu momentos inesquecíveis de alegria e confraternização num evento de paz, feito para tod...