Procurador baiano é suspenso pelo CNMP após chamar Bolsonaro de "bunda-suja e fascista"

O Conselho Nacional do Ministério Público decidiu suspender por 30 dias o procurador de Justiça da Bahia Rômulo de Andrade Moreira, acusado de ofender a honra de Jair Bolsonaro, registra O Globo. 

Logo depois das eleições de 2018, em um blog, Moreira chamou o então presidente eleito de “bunda-suja, fascista, preconceituoso, desqualificado, homofóbico, racista, misógino, retrógrado, arauto da tortura, adorador de torturadores, amante das ditaduras, subserviente aos militares”. 

A decisão do CNMP deixará o procurador um mês afastado de suas atividades profissionais, sem receber salário. Para o relator do caso –Luciano Mariz Maia, vice-PGR–, Moreira extrapolou seu o direito à liberdade de expressão.
Procurador baiano é suspenso pelo CNMP após chamar Bolsonaro de "bunda-suja e fascista"  Procurador baiano é suspenso pelo CNMP após chamar Bolsonaro de "bunda-suja e fascista" Reviewed by CM on quarta-feira, agosto 14, 2019 Rating: 5

Postagem em destaque

Riachão das Neves: Festa de Sant’Ana foi linda.

A Festa de Sant’Ana foi linda. O público viveu momentos inesquecíveis de alegria e confraternização num evento de paz, feito para tod...